Domingo, 25 de outubro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Atlético Goianiense recebe o Athletico PR e reencontra antigos atacantes

Postado em: 17-10-2020 às 08h00
Sem Nicolas, que não pode atuar por questões contratuais, Natanael deve ser o titular na lateral-esquerda | Foto: Heber Gomes.

Felipe André

Após duas vitórias consecutivas e ter batido pela primeira vez na história o Santos dentro da Vila Belmiro, o Atlético Goianiense volta aos gramados. O rubro-negro goiano enfrenta neste sábado (17) o Athletico Paranaense, às 19h (horário de Brasília), no estádio Olímpico, em partida válida pela 17ª rodada da Série A. Os goianos ocupam a nona colocação, com 21 pontos somados.

O treinador Eduardo Souza vai ter dois desfalques para este duelo. O atacante Ferrareis sentiu um incômodo na perna direita e foi substituído durante a partida contra o Santos, mas no banco de reservas recebeu o terceiro amarelo e está suspenso. O lateral-esquerdo Nicolas também não enfrenta a equipe paranaense, mas por questões contratuais, já que pertence ao Athletico e está emprestado aos goianos.

Sem Ferrareis, Matheuzinho e Matheus Vargas disputam a posição. O primeiro nome atua aberto no ataque atleticano, enquanto se o treinador Eduardo Souza optar com Vargas, o meia atuaria centralizado, enquanto Chico seria deslocado para o lado. Na lateral-esquerda, o titular deve ser Natanael, o reserva imediato de Nicolas.

A terceira dúvida fica na vaga deixada por Edson. Contra o Santos, o escolhido foi Willian Maranhão que recebeu elogios de Eduardo Souza após a partida, mas o treinador não bancou a permanência do jogador contra o Athletico Paranaense, pois foi apenas o quinto jogo do atleta na temporada. Reforço dos goianos para a disputa da Série A, Maranhão não havia atuado no primeiro semestre, quando estava no Vasco.

A equipe goiana vai reencontrar um jogador que deixou o clube recentemente: Renato Kayzer. O atacante conquistou a titularidade nas últimas rodadas e marcou dois gols nos últimos quatro jogos, contra Flamengo e Internacional. O meia Jorginho chegou a atuar na Libertadores, mas perdeu espaço por opção da comissão técnica e não foi relacionado. O centroavante Walter também está na lista e vai rever o rubro-negro goiano, ele que atuou em 2017 no Atlético Goianiense.

“Vai ser como qualquer outro jogador. Se der espaço o Kayzer vai fazer gol. Vamos ter a mesma dedicação contra qualquer outro atacante, são bons jogadores, mas não vão receber tratamento diferenciado não. Vamos marcar firme, pesado, para evitar ao máximo que eles arrumem perigo contra nós. Precisamos criar e buscar mais uma vitória para embalar de vez no campeonato”, destacou Eder.

Athletico

O Athletico Paranaense tem um importante reforço para o duelo deste sábado. A equipe conta com a volta do goleiro Santos, que foi convocado por Tite para as duas primeiras rodadas das Eliminatórias da América do Sul, mas não entrou em campo, apenas treinou. Entretanto o treinador Eduardo Barros não vai contar com Erick, suspenso, enquanto Jonathan, Márcio Azevedo e Nikão são dúvidas.

O Athletico está na zona do rebaixamento e vê o confronto com crucial para tentar sair do Z4. A equipe foi derrotada dentro da Arena da Baixada para o Corinthians, na última rodada, e tenta afastar a crise que ronda a Arena da Baixada. Com o quarto pior início de Brasileirão, o Furacão ocupa o 18° lugar, com 15 pontos. São quatro vitórias, três empates e oito derrotas, com 33% de aproveitamento.

FICHA TÉCNICA
Atlético-GO x Athletico-PR

Data: 17 de outubro, 2020
Horário: 19h (horário de Brasília)
Local: Estádio Olímpico, em Goiânia

Árbitro: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Vinicius Melo de Lima (RN)
Quarto árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)

Atlético: Jean; Dudu, João Victor, Eder e Natanael; Willian Maranhão (Oliveira), Marlon Freitas e Chico; Matheuzinho (Matheus Vargas), Janderson e Zé Roberto. Técnico: Eduardo Souza

Athletico: Santos; Léo Gomes (Jonathan), Thiago Heleno, Pedro Henrique e Abner; Wellington, Christian e Léo Cittadini (Ravanelli); Geuvânio (Nikão), Fabinho (Carlos Eduardo) e Kayzer. Técnico: Eduardo Barros

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar