Gastronomia

Pesquisa diz que 50% dos brasileiros reduziu o consumo de carne em 2020

Postado em: 10-12-2020 às 07h00
O hábito, conhecido como flexotarianismo, era presente no dia a dia de apenas 29% da população no ano de 2018 | Foto: Reprodução

Nathan Sampaio

Uma pesquisa inédita realizada pelo Ibope e coordenada pelo The Good Food Institute Brasil (GFI) constatou que metade dos brasileiros reduziu o consumo de proteína animal nos últimos 12 meses. O hábito, conhecido como flexotarianismo, era presente no dia a dia de apenas 29% da população no ano de 2018, agora, dois anos depois, um dos possíveis motivos desse crescimento é o preço da carne e a preocupação com a saúde, tendência que ganhou destaque com o início da pandemia. 

O fato do preço das proteínas alternativas estarem cada vez mais equivalentes ao da carne foi a resposta de 39% dos entrevistados, que afirmaram optar pela opção mais barata, não se importando com o tipo da proteína na composição. O estudo mostrou, também, que a maioria comeu carne bovina (47%) e de frango (43%) no máximo uma vez por semana. O número é ainda maior para suínos (83%) e peixes (92%). Dos que diminuíram, metade passou a consumir menos carne em cada refeição em vez de tirá-la do dia a dia. 

Apesar disso, apenas 12% afirmou que parou de comer carne durante alguns dias da semana e apenas 1% que parou totalmente de se alimentar com proteína animal. Além disso, a pesquisa também trouxe um comparativo na redução do consumo de derivados de proteína animal. 42% disseram que consomem leite no máximo uma vez por semana, 41% para ovos e 36% para laticínios. O levantamento ouviu 2 mil pessoas em todas as regiões do Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar