23 de maio de 2017 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mulheres
Volta por Cima
14/03/2017 | 10h00
Irmãs são referência no segmento de lazer e entretenimento infantil
As irmãs Carolina, Carina e Catarina Castro trocaram empregos estáveis pela chance de se tornarem donas do próprio negócio

Há exatamente um ano o Planeta Imaginário tornou público e reconhecido seu compromisso de delegar poder às mulheres no ambiente de trabalho, no mercado e na comunidade. Desde março de 2016 a rede de brinquedotecas é orgulhosa adepta dos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs, na sigla em inglês), promovidos pela Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres) e pelo Pacto Global das Nações Unidas.

Marca respeitada no campo de recreação infantil, a rede Planeta Imaginário Franquias é liderada por três mulheres Carolina Castro, Catarina Castro e Carina Castro. Filhas de mãe carioca e pai paulista, as irmãs saíram da capital federal para ganhar o Brasil com a rede de brinquedotecas. O trio encontrou nos próprios filhos inspiração e decidiu investir num dos setores que mais cresce no Brasil: o entretenimento voltado a crianças.

O empoderamento feminino é uma bandeira levantada pela empresa desde sua fundação, há dez anos. Ideia de Catarina Castro, o Planeta saiu do papel para atender as necessidades de uma jovem mãe que sentia precisar de mais apoio no cuidado de seus filhos, ela própria. Recém-casada, Catarina havia acabado de se mudar para Ribeirão Preto (SP) com um filho pequeno e outro a caminho.

“Muitas vezes, eu queria sair para jantar ou ir ao cinema, por exemplo, e não tinha ninguém que me ajudasse. Não tinha nenhum apoio na minha cidade nova. A partir desta necessidade, tive a ideia de criar algo que fosse bom para os meus filhos, para mim e para outras mães”, conta. Todo empreendimento foi pensado para ser um espaço seguro, lúdico, divertido e confortável para crianças. “Cada detalhe do projeto foi pensado no que eu queria proporcionar para os meus filhos, na forma como eles desfrutariam de tudo”, afirma Catarina.

No início, “o Planeta era uma prestação de serviço inovadora na região de Ribeirão Preto. Tivemos que vencer algumas barreiras, a principal delas foi ganhar a confiança das famílias, já que era algo inovador”, explica.

Passados cinco anos, a marca ganhou o reforço das irmãs de Catarina, que passaram a gerir o negócio com ela em 2011. “Dentro de casa sempre vivemos a igualdade de gêneros, viemos de uma linhagem de mulheres que trabalham, mulheres líderes. E sendo mães e profissionais enxergamos a importância do nosso serviço dentro da comunidade”, revela Carina.

Pouco depois a empresa se expandia, e passou a contar com franqueados em diversos pontos do país. Resultado do empenho do trio em transformar um projeto familiar, em marca de reconhecimento nacional. “A partir da minha experiência em coordenação de equipes e na gestão de projetos em cidades diferentes, percebi, no Planeta Imaginário, o potencial de ser um modelo de negócios capaz de ganhar o Brasil. Imediatamente pensei: vamos franquear esse modelo de negócios!”, explica Carolina.

As irmãs tonaram-se referência no segmento, admiradas pela história pautada em autoconfiança e habilidade de liderança. Na dianteira do setor de entretenimento infantil no país, o Planeta Imaginário já conta com mais de 100 colaboradores em dez unidades franqueadas.

Marca registrada do Planeta, o forte posicionamento em questões humanitárias envolvendo infância, mulheres e famílias trouxeram a parceria com a ONU Mulheres. “Causas que envolvem crianças nos comovem, somos também uma empresa que tem para si os princípios de empoderamento das mulheres, fomos criadas assim, independentes”, afirma Carolina Castro.

O trio vive hoje, dez anos depois da primeira unidade, o “casamento perfeito”. Catarina representa tendências e inovação ao negócio. Gestora de Projetos e com experiência internacional, Carolina agregou seus conhecimentos à marca e tomou para si a responsabilidade de sistematizar e gerir a empresa. E selando a parceria, Carina cuida do setor operacional das unidades e foca-se no cliente.

Os desafios das mulheres ainda são muitos, apesar de não deixarem a desejar nos setores de liderança e empreendedorismo. Mas medo nunca foi palavra constante no vocabulário das irmãs Castro, pelo contrário, o trio trabalha constantemente para fortalecer a igualdade de gêneros em todos os ambientes, principalmente onde a mulher ainda é minoria, no mundo dos negócios.

Abaixo a lista dos Princípios de Empoderamento das Mulheres, promovidos pela Organização das Nações Unidas (ONU)

1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível.

2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação.

3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa.

4. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres.

5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing.

6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social.

7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.

Foto: Reprodução 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)