13 de dezembro de 2017 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mulheres
Relacionamento
04/08/2017 | 15h35
Como perceber que seu casamento está chegando ao fim
A Diminuição do desejo nem sempre é um indicativo de que a relação chegou ao fim, mas falta de respeito e admiração entre parceiros pode apontar que é hora de se separar

Nenhum casamento está isento de passar por crises e conflitos. Porém, nem sempre é fácil perceber que o fim está próximo ou ainda que é preciso buscar ajuda para resolver os problemas. Segundo o censo mais recente do Instituto Brasileira de Geografia e Estatística (IBGE), o número de divórcios no Brasil cresceu 160% em 10 anos, passando de 130,5 mil em 2005 para 341,1 mil em 2014.

Para a psicóloga Thaís Benner, a separação não acontece repentinamente. “O casamento passa por diversas fases, existe a fase da crise dos sete anos, existe a fase da meia idade do homem, assim como outras. Entretanto, é possível notar que o casamento está chegando ao fim, quando uma das partes envolvidas não mais admirar seu parceiro, se interessa por outra pessoa ou até mesmo deixa de ter a famosa DR (discutir a relação)”, afirma psicóloga.

Veja agora os nove sinais, que podem indicar que o relacionamento está com problemas sérios

1. Grosseria: Quando uma discussão é iniciada, sempre é usado um tom mais ríspido e indelicado. Além disso, o diálogo é cheio de sarcasmo, ironias e feito num tom maldoso.

2. Excesso de críticas: Quando não gostamos de algo, nossa tendência é reclamar ou criticar. Porém, esse comportamento dentro do casamento pode se tornar um problema, especialmente quando tudo vira alvo de críticas, desde a arrumação da casa, até o corte de cabelo, a roupa, os amigos, etc.

3. Desprezo: Esta atitude é nociva para qualquer relação, mas é ainda pior para o casamento. A sensação de que tanto faz e não se importar com o outro são sinais importantes que mostram que a vida a dois precisa de ajustes. Além disso, o desprezo é um sentimento de superioridade em relação ao outro, é como dizer “sou melhor que você”.

4. Comunicação inviável: O diálogo é parte essencial do casamento. Quando o casal já não consegue conversar, seja por falta de tempo ou porque tudo vira motivo de discussão, a comunicação se torna impossível e a separação pode ser uma questão de tempo.  

5. Negatividade: Reclamar de tudo e mostrar insatisfação a todo o momento são atitudes nocivas para o casamento levando o casal a um estado de saturação e opressão.

6. Linguagem corporal: Casais felizes têm uma linguagem corporal de aproximação e sintonia. Abraçam-se, dão as mãos, encostam-se ao ombro um do outro e especialmente sorriem um para o outro. Por outro lado, quando há problemas no relacionamento, a tendência é sorrir menos ou nem sorrir, não se tocar, não andar mais de mãos dadas, denotando claramente a falta de conexão.

7. Fracasso na resolução dos conflitos: Cada casal tem sua maneira de resolver seus problemas, mesmo que isso demore. Mas, quando não é mais possível chegar a um consenso pode indicar que é hora de repensar o rumo da relação.

8. De volta para o passado: Nada mais desagradável do que trazer para as discussões os fatos do passado. Muitas pessoas usam os deslizes do (a) parceiro (a) como forma de chantagem ou para relembrar situações desagradáveis. Isso pode ser gerador de mais culpa, angústia e tristeza.

9. Sexo congelado: O esfriamento da vida sexual é um sinal muito importante. É normal a diminuição do ritmo sexual ao longo do tempo, mas sua completa ausência é um sintoma importante que pode revelar desconexão do casal.

É possível salvar o casamento?

Para Thaís, o casamento pode ser salvo, desde que seja de interesse das duas partes envolvidas. “Se um dos dois já desistiu de manter a relação, o outro não irá conseguir mudar isso, mas se ambas as partes tiverem a vontade de se entenderem isso irá acontecer, mesmo com todas as dificuldades e sempre mantendo o amor e respeito”, finaliza psicóloga. 

Tópicos:  Relacionamento,   Casais,   Separação

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)