19 de junho de 2018 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mulheres
Sem perder o estilo
18/12/2017 | 10h10
Veja como economizar na ceia de Natal
Essa festividade também impulsiona o ramo da alimentação com as variedades da época

Uma das datas comemorativas mais importantes do ano, o Natal, não movimenta apenas lojas e shoppings, com horários estendidos e opções variadas para estimular as compras. Essa festividade também impulsiona o ramo da alimentação com as variedades da época. Para não gastar muito na hora das compras e ter excesso de sobras, a coordenadora do curso de Nutrição da Anhanguera de Anápolis, Bárbara Martins, oferece cinco dicas para economizar na ceia sem perder o estilo.

1) Para economizar e ter uma ceia farta e saudável, é interessante aproveitar as frutas da estação, como: abacaxi, ameixa, figo, manga e uva. Além de saborosas, essas frutas possuem um preço mais acessível.

2) Tente antecipar as compras no supermercado e se possível, compre vegetais e frutas nas feiras livres. Além do preço, são consideradas mais frescas que nos supermercados.

3) Compre apenas o que a família for consumir no dia. Evite o exagero e consequentemente o desperdício.

4) A oferta de saladas como prato de entrada, além de melhorar o teor nutritivo da ceia, diminui o consumo dos pratos principais, como as carnes.

5) Aproveite o que não for consumido na ceia de Natal para outras preparações, como, por exemplo a farofa que pode ser acrescida de carne. As frutas podem ser aproveitadas para sucos ou polpas de frutas, que inclusive podem ser congeladas. E o arroz pode ser uma excelente pedida para bolinhos de arroz recheados no dia seguinte. 

(Foto: Reprodução)

Tópicos:  Ceia,   Natal,   Economia

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)