19 de junho de 2018 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mulheres
Fórum
24/12/2017 | 09h00
Empresa de mobilidade urbana promove debate para aumentar segurança das mulheres
Pesquisadores, policiais e motoristas se reuniram para fornecer ideias a serem implementadas em aplicativo

A 99, startup nacional de mobilidade urbana, realizou nesta semana, em São Paulo, a segunda edição do evento “Vamos Ouvir”, para debater a segurança das mulheres no aplicativo e aprimorar a qualidade do serviço. O simpósio foi transmitido ao vivo para os Centros de Atendimento e Treinamento do app em todo o país. “É importante falarmos sobre o assunto para jogar luz num problema grave que até pouco tempo atrás era menosprezado”, disse a pesquisadora Cristina Neme, consultora de projetos do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Cerca de 150 convidados compareceram ao debate, que aconteceu na sede da empresa.

Cristina apresentou os dados da pesquisa “Visível e Invisível”, mostrando que 66% dos brasileiros já presenciaram uma mulher sendo agredida verbalmente ou fisicamente no ano passado. Com a iniciativa, a 99 visa aumentar ainda mais a proteção das mulheres durante as corridas, uma das prioridades da equipe de segurança do app. Formado por mais de 30 pessoas, incluindo ex-militares, engenheiros de dados e até psicólogos, o time funciona 24 horas por dia, sete dias por semana para garantir a proteção dos usuários da plataforma.

A empresa vai formular, por exemplo, cartilhas de segurança com base nas dicas dadas pela investigadora Amanda Oliveira, da Divisão Antissequestro (DAS) da polícia paulista, sobre como motoristas de aplicativos podem evitar situações de risco. “Quando estiver dirigindo, circule pelas faixas centrais e evite ser o primeiro no semáforo porque eles são geralmente os carros abordados”, disse. “As mulheres devem deixar a bolsa sempre no porta-malas. Com você no banco da frente, leve apenas o essencial".

Segundo a motorista Vanessa Correa, a ajuda da comunidade de usuários é fundamental. Ela está num grupo de condutoras que trabalham numa mesma região da cidade, e compartilham a rota que estão fazendo para ajudar a prevenir situações de risco.

Foto: Divulgação

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)