Terça-feira, 18 de junho de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Mulheres

Grávidas também podem se divertir no carnaval sem arriscar a saúde do bebê

Postado em: 05-02-2018 as 15h10
Especialista recomenda procurar lugares arejados para evitar tonturas e queda de pressão. Também é orientado que as gestantes não usem saltos altos e sempre andem acompanhadas em caso de mal-estar

Com a liberação de seu médico e cuidados básicos, as futuras mamães fãs da foliam não precisam se privar de curtir o Carnaval e podem curtir uma das principais festas populares do país sem arriscar a saúde dela e nem a do bebê. Durante a gestação, é importante para a mulher participar de eventos sociais e se divertir com familiares e amigos, pois melhora sua autoestima e tem efeito positivo nos relacionamentos interpessoais, desde que realizados com segurança e sem desencadear situações de risco. 

O ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade São Cristóvão, Dr. Fábio Muniz, esclarece as principais dúvidas e orienta sobre o tema. “É importante lembrar que cada gestação tem suas peculiaridades. Para casos em que a gravidez apresenta algum risco, como a presença de pressão alta, indícios de parto prematuro e inchaço excessivo, as gestantes devem se poupar de atividades mais intensas e ficarem em repouso”.

Se a gestação está saudável e o obstetra não restringiu as atividades físicas, Dr. Fábio recomenda procurar lugares arejados a fim de evitar tonturas e queda de pressão. “As gestantes devem evitar lugares muito cheios e propícios a quedas. Recomenda-se o uso de calçados sem salto e de roupas leves. É preciso se hidratar constantemente e em hipótese alguma consumir bebida alcoólica. É importante sempre consultar seu obstetra e explicar a atividade pretendida”, alerta.

Em gestações sem riscos, a futura mamãe pode cair na folia. “É possível dançar, fazer atividades na piscina e até desfilar em escola de samba, mas sempre em sintonia com seu obstetra, evitando períodos longos de excessiva atividade física, pois há uma chance maior de tontura e de baixa de pressão, fatores que colaboram para quedas e traumas. É essencial fazer intervalos de descanso no intuito de evitar desgastes, hidratando o organismo sempre que possível”.

Ele também orienta as grávidas a não usarem saltos altos e terem sempre alguém próximo para amparar em caso de tontura ou mal-estar. O obstetra alerta para a preferência a alimentos de digestão rápida, como sucos, frutas, legumes e carnes brancas.

 Foto: Reprodução/Pinterest/Michelle Castilho

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja buscar