16 de julho de 2018 - segunda-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mulheres
Desafio
11/03/2018 | 09h30
Os obstáculos e vantagens do esporte para as mulheres
No meio esportivo, ser mulher pode ser desafiador, mas os benefícios são muito maiores

*Luiz Felipe Mendes

Quando se pensa em esporte no Brasil, automaticamente nos vem a imagem da seleção brasileira de futebol. Estrelas como Pelé e Ronaldinho surgem em nossa mente, mesmo sem autorização. Em uma realidade em que o esporte é limitado a uma só área e a um só gênero, faltam incentivos para a mulher, que em geral deve encontrar essa paixão sozinha.

De acordo com informações da pesquisa da Prática de Esporte e Atividade Física, feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre 2014 e 2015, a mulher aparece, na maioria das vezes, como menos presente no esporte. Na faixa de 15 anos de idade ou mais, 122,9 milhões de brasileiros não praticam nenhum tipo de esporte ou atividade física. Destes, 70,1 milhões são mulheres, mais do que a metade do número original.

Joana Prado

Contudo, mesmo com falta de incentivo, não faltam exemplos de mulheres que superam as barreiras e lutam pelos seus objetivos no esporte. Em Goiânia, uma destas mulheres é a fisiculturista Joana Prudente, de 32 anos. A atleta profissional admite que há alguns anos o Fisiculturismo era predominantemente masculino. Entretanto, os tempos mudaram. 

“Hoje conseguimos ver o aparecimento de muitas atletas mulheres, que até têm um certo grau de destaque maior do que o nível masculino”, revela Joana, que atua na categoria Bodyfitness. Ainda assim, ela alerta sobre as dificuldades do esporte, sobretudo em Goiás. “O único impedimento, vamos dizer assim, que eu vejo, que eu percebo, é um obstáculo que deve aparecer em outros esportes: a falta de verba, de apoio e de patrocínio”, emenda.

Embora o Centro-Oeste seja a região com maior percentual de esportistas no Brasil (41,1%), de acordo com a pesquisa feita pelo IBGE, Joana afirma que as grandes empresas optam por focar as atenções na Região Sudeste, que curiosamente é somente a terceira com maior incidência de atividade física, com um total de 36,3%. “Às vezes os grandes patrocinadores preferem pegar alguém que está naquele círculo de São Paulo, Rio de Janeiro, para poder ser a cara da marca deles”, analisa.

Além de ser uma profissão e estilo de vida, é inegável a importância do esporte na saúde das pessoas. Para isso, o atleta não precisa ser profissional. A corredora Elza Uchoa, bióloga e estudante de educação física, pratica atividade física como hobby e não esconde a melhora na qualidade de vida desde que começou a correr. “Ele (o esporte) deu um novo significado para a vida. Tudo que eu estou vivendo hoje foi graças à minha inserção no meio esportivo”, diz a atleta, que salienta o fato de, mesmo sem figurar em uma área de “alto rendimento”, a dedicação está sempre com ela.

Patrícia Trevenzol

A nutricionista Patrícia Trevenzol explica melhor as vantagens de se realizar atividades físicas, na prática. “O esporte proporciona ao praticante bem-estar físico e mental. Dentre os benefícios, estão a socialização, redução do estresse e ansiedade, melhora do sono, da postura e da mobilidade”, afirma.

Ela segue listando o lado bom da prática esportiva. “Além de todos estes benefícios citados, a prática de esportes favorece a perda de peso, aumento da massa muscular e óssea, redução da pressão arterial, melhora os níveis de colesterol e diabetes, aumento do fluxo sanguíneo cerebral, prevenindo doenças como Alzheimer”, explica a nutricionista.

Em uma época de comemoração ao Dia Internacional da Mulher, Joana Prudente deixa um recado para aquelas que querem ingressar neste meio, apesar de todas as adversidades. “O esporte é como qualquer outra coisa na sua vida. Ele vai ter altos e baixos, assim como nós. Então é imprescindível termos força de vontade”, conclui.

(*Luiz Felipe Mendes é integrante do programa de estágio do jornal O Hoje)

Fotos: Arquivo pessoal/Redes sociais

Tópicos:  Mulheres,   Esporte,   Fisiculturismo,   Corrida

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)