Domingo, 15 de setembro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Mulheres

Mulheres empreendedoras estudam mais e ganham 22% menos

Postado em: 17-08-2019 às 09h20
Brasileiras abrem negócios tanto quanto os homens, mas ganham 22% menos e suas empresas fecham mais rápido. Foto: Pixabay

Aline Bouhid

Brasileiras abrem negócios tanto quanto os homens, mas ganham 22% menos e suas empresas fecham mais rápido. Os dados são do relatório do Sebrae sobre empreendedorismo feminino, apresentado na última semana. Segundo o estudo, mulheres são cerca da metade dos empreendedores iniciais (com negócios de até 3,5 anos). E correspondem a 49% ou 11,9 milhões de empreendedores nesta etapa. Já entre os estabelecidos, cujos negócios estão consolidados, elas representam 43%.

O rendimento mensal médio das mulheres empreendedoras é apenas R$ 1.831. Para o Sebrae, um motivo que ajuda a explicar essa diferença é a maternidade e o papel da mulher na família. As empreendedoras dedicam em média 30,8 horas por semana ao seu negócio. No caso dos homens, esse tempo sobe para 37,5 horas. Ao mesmo tempo, 79% das empregadoras também fazem trabalho doméstico.

Outra diferença é que a parcela de negócios por necessidade é maior entre as mulheres –44%, contra 32% para homens. Basicamente, as mulheres empreendem para fugir do desemprego ou porque não têm alternativa de renda, explica o estudo.

Além disso, o estudo indica que as mulheres tendem a ser menos confiantes do que homens nas mesmas posições, mesmo sendo mais escolarizadas. A desvantagem também aparece no acesso ao crédito. Apesar dos índices de inadimplência mais baixos, as empreendedoras recebem empréstimos com valor médio de cerca de R$ 13 mil a menos, e com juros mais altos, de 3,5 pontos percentuais.

* Com informações do Sebrae 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar