Sexta-feira, 20 de setembro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Mulheres

Saiba como a saúde emocional pode afetar diretamente os fios

Postado em: 19-08-2019 às 15h26
Levantamento mostra que 25% das mulheres brasileiras entre 35 e 40 anos sofrem com algum grau de calvície. Desequilíbrio emocional pode ter um dos principais motivos

Ingryd Bastos

Especialistas alertam sobre como o desequilíbrio emocional pode alterar hormônios corporais contribuindo para diversas complicações na saúde, dentre elas, a queda de cabelo, terror vivido por várias mulheres. Um levantamento realizado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Restauração Capilar (ABCRC) constatou que 25% das mulheres brasileiras entre 35 e 40 anos sofrem com algum grau de calvície.

Estudos mostram que a queda de cabelo acontece por diversos motivos, dentre eles, manifestações genéticas, irregularidades hormonais, problemas na tireóide, inflamações no couro cabeludo, além do estresse físico ou emocional. De acordo com a tricologista, terapeuta ortomolecular e psicanalista, Sandra Assis Maia, o estresse pode ser desenvolvido através de diversos fatores como profissionais, familiares, excesso de atribuições e metas no trabalho. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o estresse atinge cerca de 90% da população mundial, e provoca várias alterações físicas e também doenças psicossomáticas. Sandra explica que essas doenças são causadas ou intensificadas por razões emocionais. “São manifestações orgânicas que podem ser provocadas, ou cujos sintomas podem ser potencializados por instabilidade emocional. Os resultados, na maioria das vezes, é o surgimento de doenças ou agravamento de uma que já existe”, afirma a tricologista.

Prevenção

Segundo a com a especialista, o ideal é buscar qualidade de vida como um todo, ou seja, buscar equilíbrio na área profissional,  pessoal, familiar, emocional e espiritual. Além disso, investir em uma boa alimentação, colocar os exames de rotina em dia e tirar um tempo para si mesmo, para meditar, admirar as pequenas coisas do dia a dia.

A psicanalista acredita que além do corpo físico existe a alma, que é onde o ser humano desenvolve as emoções, vontades e pensamentos. E também espírito que é o princípio ativo da vida espiritual e imortal. “A atenção especial e dedicação à fé irão ajudar no equilíbrio e na saúde física e emocional, pois o ser humano deve ser visto em sua totalidade, e para estar completamente bem, deve estar bem em todas e com todas as áreas da vida”, afirma Sandra Assis Maia.

Tratamento

Sandra recomenda a procura imediata de um profissional para descobrir as causas das quedas, e só assim, começar o tratamento ideal para cada caso. Ela conta que muitas pessoas têm dificuldades em aceitar a queda dos fios e sofrem com isso, principalmente as mulheres. Segundo uma pesquisa feita nos Estados Unidos a queda de cabelo para as mulheres causa um grau de sofrimento tão grande quanto à perda de um membro da família.

“O ideal é procurar imediatamente um profissional tricologista para diagnosticar as causas da queda para depois sugerir um tratamento adequado, de acordo com a intensidade e a necessidade de cada individuo”, conclui a especialista.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar