Quarta-feira, 02 de dezembro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Mulheres

88 anos do direito ao voto feminino são celebrados

Postado em: 05-11-2020 às 16h13
Apenas em 1932 o direito ao voto feminino foi posto em prática/ Foto: reprodução

Jyeniffer Taveira

Na última terça-feira (3), a Instituição do Direito ao Voto da Mulher completou 88 anos. O direito não existia até 1930, quando foi oficializado pelo então presidente Getúlio Vargas, mas a promulgação só aconteceu dois anos depois.

Mesmo com o direito, o código permitia apenas que mulheres casadas, com autorização do marido, viúvas e solteiras com renda própria pudessem votar. Isso significa que o acesso completo ao voto foi extremamente lento, de uma forma geral a participação feminina na política ainda é sutil. Nas próximas eleições, agendadas para o dia 15, apenas 33% dos nomes são de mulheres.

Esse número aponta que a lei de exigência mínima de 30% de candidaturas femininas está sendo cumprida, mas não está sendo efetiva. De acordo com os dados do Tribunal Superior Eleitoral, só 1 a cada 10 candidatos a prefeitura eram mulher.

De acordo com os últimos da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD), em 2019 o número de mulheres no Brasil chegou a 51,8%, enquanto os homens representam 48,2%. Um cenário político ideal é aquele onde a população é representada. Um estudo feito pela ONU Mulheres mostrou que o País registra os mais baixos índices de representatividade feminina e de paridade política entre os sexos na comparação com os seus vizinhos da América Latina.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar