13 de dezembro de 2018 - quinta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mundo
Jerusalém
10/01/2018 | 06h00
OLP só negocia paz caso EUA volte atrás
Desde a declaração de Donald Trump, os palestinos suspenderam os contatos com os americanos e os consideram desacreditados como mediadores de um futuro processo de paz

Os palestinos disseram ontem que não retomarão as negociações de paz com Israel até que os EUA anulem o reconhecimento de Jerusalém como capital israelense. A informação é da Agência EFE.

“A liderança palestina não aceitará nenhuma oferta para as negociações a menos que a decisão americana sobre Jerusalém seja cancelada”, declarou ontem o secretário-geral da Organização para a Liberdade da Palestina (OLP), Saeb Erekat, à emissora de rádio Voz da Palestina.

Desde a declaração em 6 de dezembro do presidente dos EUA, Donald Trump, os palestinos suspenderam os contatos com os americanos e os consideram desacreditados como mediadores de um futuro processo de paz.

O presidente palestino, Mahmoud Abbas, cancelou a reunião prevista em dezembro com o vice-presidente americano, Mike Pence, que finalmente adiou sua visita oficial a Israel para 22 de janeiro, segundo anunciou ontem a Casa Branca. Após a suspensão dos contatos, Trump condicionou o financiamento aos palestinos à volta à mesa de negociações e ameaçou suspender os fundos da UNRWA, a agência das Nações Unidas para os refugiados palestinos.O governante americano sugeriu que o assunto ficasse fora da negociação. (Abr) 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)