20 de abril de 2018 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mundo
Mudanças na legislação
11/01/2018 | 17h17
Etiópia proíbe adoção de crianças por estrangeiros
O assunto vinha sendo questionado desde a suspensão dos processos, em abril de 2017, graças a denúncias de maus tratos

Foi aprovada nesta semana pelo Parlamento da Etiópia uma lei que torna estritamente proibida a adoção internacional. Segundo porta-vozes oficiais do governo, ainda não foi decidido o que acontece com os processos de adoção já em andamento, ao passo que resta formular o regulamento e as determinações sobre o que acontece daqui para frente.

Mesmo sem uma portaria de números oficiais sobre o número de adoções internacionais no país, os casos anuais teriam caído de milhares para cerca de 400 no último ano. O assunto vinha sendo questionado desde a suspensão dos processos, em abril de 2017, graças a denúncias de casos de abusos de pais adotivos a crianças etíopes, como foi o caso de dois americanos que deixaram a filha morrer de fome e frio em 2008. Ambos foram condenados a penas entre 28 e 37 anos de prisão.

Há casos famosos de adoção no país, como o da atriz Angelina Jolie. O objetivo da nova lei é prevenir abusos e crises de identidade que crianças adotadas sofrem. Nos processos anteriores não havia por parte dos assistentes sociais identificação de antecedentes e personalidade das famílias que demonstraram interesse nas crianças.

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)