17 de janeiro de 2018 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mundo
Chile
13/01/2018 | 06h00
Contra visita do papa, igrejas são atacadas
A ação durou poucos minutos e o grupo foi retirado pela polícia. Igrejas no interior do país também foram invadidas

Representantes do movimento de pessoas em risco de desalojamento ocuparam a sede da Nunciatura Apostólica do Chile na última sexta-feira (12) em protesto pelos gastos com a organização da visita do papa Francisco ao país, que começa nesta segunda-feira (15). As informações são da EFE. A ação durou poucos minutos e o grupo foi retirado pela polícia. Igrejas no interior do país também foram invadidas.

Membros da Associação Nacional de Devedores Habitacionais (Andha), liderados pela ex-candidata à presidência Roxana Miranda, entraram no prédio que hospedará o pontífice durante o período em que ficará em Santiago. 

“Temos a sede papal tomada. Não concordamos com os milhões que estão sendo gastos para trazer o papa. Isso não se trata de fé, nem de religião, se trata da quantidade de recursos que estão sendo usados", disse durante a invasão, conforme vídeo postado no Twitter.O orçamento para a visita do pontífice ao Chile, segundo o site da organização oficial, é de, aproximadamente, US$ 6 milhões (quase R$ 20 milhões) pelos três dias de peregrinação pelas cidades de Santiago, Temuco e Iquique. 

Informações Agência Brasil. (Foto: Reprodução)

Tópicos:  Papa,   Chile,   Visita

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)