17 de fevereiro de 2018 - sábado

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mundo
Tensão
10/02/2018 | 09h40
Controles de acesso geram tensão na fronteira entre Colômbia e Venezuela
A ponte, que liga San Antonio del Táchira, na Colômbia, a Cúcuta, ficou lotada de venezuelanos que querem sair de seu país

Milhares de venezuelanos que tentaram entrar na Colômbia pela passagem fronteiriça de Cúcuta, na Venezuela, protagonizaram momentos de tensão nesta sexta-feira (9) na ponte internacional Simón Bolívar que liga os dois países e onde começaram a vigorar novos controles de acesso. A ponte, que liga San Antonio del Táchira, na Colômbia, a Cúcuta, ficou lotada de venezuelanos que querem sair de seu país. A informação é da EFE.

A multidão de retirantes da Venezuela, que esperava que as autoridades colombianas revisassem seus documentos desde muito cedo sob um sol inclemente, tentou pular as cercas metálicas, o que obrigou a polícia a intervir. Os agentes que normalmente supervisionam a passagem receberam o apoio do Esquadrão Móvel Antidistúrbios da polícia colombiana e, inclusive, de veículos blindados para controlar a situação.

Uma das pessoas que atravessaram a fronteira hoje foi Mabel Revillas, uma venezuelana que explicou à Agência Efe, que teve que esperar quatro horas para poder entrar na Colômbia.

"Habitualmente atravesso a fronteira, mas hoje está muito complicado", comentou ela, que é proprietária de uma loja de artesanato na Venezuela e vai com frequência à Colômbia em busca de alimentos.

Diariamente, cerca de 37 mil pessoas atravessam a ponte em direção à Colômbia, mas o aumento dos controles fronteiriços formou um gargalo insuperável, já que os passaportes venezuelanos estão cada vez mais escassos, devido à crise no país.

Entre as medidas que o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, adotou ontem na fronteira está a suspensão da emissão de Cartões de Mobilidade Fronteiriça, usados pelos cidadãos de regiões da fronteira para cruzar os limites nacionais, e a obrigatoriedade de carimbar o passaporte.

Após as medidas implementadas, a desordem hoje foi total na ponte Simón Bolívar. Por isso, as autoridades colombianas tiveram que montar um segundo perímetro em uma tentativa para descongestionar a velha ponte. 

Informações Agência Brasil. (Foto: Reprodução)

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)