16 de outubro de 2018 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mundo
OMS
12/09/2018 | 17h00
Mais de 9 milhões de mortes no mundo serão causadas pelo câncer
Segundo estudo sobre o câncer mais de 18 milhões de novos casos irão surgir ainda este ano

Da Redação

Segundo levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgado nesta terça-feira (12) 9,6 milhões de mortes serão causadas pelo câncer em 2018, o que representa 1 em cada 8 mortes entre homens e 1 em cada 11 mortes entre mulheres.

O Globocan, estudo considerado o mais completo sobre câncer no mundo, apontou que 18,1 milhões de novos casos surgirão ainda este ano. O número é superior à última pesquisa, divulgada em 2012, que previa 14 milhões de novos casos sendo 9,2 milhões de mortes. Ainda de acordo com o levantamento, algumas formas de câncer estão ligadas diretamente a estilo de vida por exemplo.

"Sedentarismo, sobrepeso/obesidade e consumo excessivo de gorduras podem ser classificados como 'vilões' que respondem, em especial, pela elevação no risco de desenvolvimento de tumores que afetam intestino, endométrio, próstata, pâncreas e mama", explica Daniel Gimenes, oncologista do Centro Paulista de Oncologia (CPO).

Uma orientação divulgada no congresso Asco também indicou que a combinação dieta e atividade física são capazes de evitar o aparecimento do câncer em até 40% dos casos. Ou seja, trata-se de uma medida preventiva extremamente eficaz que está ao alcance do paciente.

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) indica que pessoas de 18 a 64 anos pratiquem pelo menos 150 minutos de exercícios moderados por semana  ou, em média, pouco mais de 20 minutos por dia. Isso significa que pequenos ajustes na rotina, como caminhar pequenas distâncias, aderir à bicicleta como opção de transporte ou subir e descer escadas ao invés de usar o elevador, podem colaborar para o afastamento da grande maioria dos fatores de risco que levam ao surgimento da doença.

De acordo com Daniel estes fatores se tornam ainda mais preocupantes quando levamos em conta sua relação direta com o aumento constante nos registros de casos de câncer entre jovens. Dados do Inca apontam que a condição já é a segunda maior causa de morte de pessoas entre 15 a 29 anos no país, perdendo apenas para óbitos decorrentes de acidentes e violência. Entre 2009 e 2013, a entidade estima que 17.500 jovens morreram em decorrência de tumores malignos.

O incentivo à prática constante de exercícios físicos e ingestão de alimentos saudáveis surge não apenas como iniciativas essenciais para frear os índices aumentados da doença como também forma de potencializar o processo de tratamento para pessoas com câncer.

 Foto: Reprodução

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)