16 de outubro de 2018 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mundo
ARMAS
03/10/2018 | 06h00
Ucrânia suspeita que Rússia tenha armas nucleares na Crimeia
O Ministério das Relações Exteriores ucraniano planeja redigir uma resolução sobre a “militarização da Crimeia ocupada”, que apresentará à Assembleia Geral da ONU

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Pavlo Klimkin, afirmou nesta terça-feira (2) que a península da Crimeia, anexada pela Rússia em 2014, se transformou em uma “grande base militar” de Moscou, além de suspeitar da existência de “armas nucleares, ou pelo menos infraestruturas para as mesmas” no local.

Em entrevista concedida ao canal de televisão ATR, o chanceler disse que os suprimentos de equipamentos militares para a Síria são produzidos a partir da Crimeia, por exemplo. O Ministério das Relações Exteriores ucraniano planeja redigir uma resolução sobre a “militarização da Crimeia ocupada”, que apresentará à Assembleia Geral da ONU, disse.

Klimkin afirmou que a Rússia não abriu negociações sobre possível troca entre o cineasta ucraniano OlegSentsov, preso na Rússia por supostamente ter preparado atentados terroristas na Crimeia, e os cidadãos russos Viktor Bout, suposto traficante de armas, e o piloto KonstantinYaroshenko, ambos presos nos EUA. “Se em qualquer momento eles quiserem (começar as negociações sobre a libertação de Sentsov), eu certamente me comunicaria com eles, mas não comentaram nada para nós e nem para os americanos até o momento”, explicou o ministro ucraniano.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse ontem que não tinha conhecimento de eventuais planos para trocar Sentsov por Bout, Yaroshenko ou Maria Butina, a jovem russa presa nos EUA por supostamente ter atuado como espiã a favor da Rússia.  (Agência Brasil) 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)