15 de outubro de 2018 - segunda-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mundo
INCIDENTE
05/10/2018 | 06h00
Após naufrágio na Guiné-Bissau, mais de 70 pessoas estão desapare
Mais de 70 pessoas desapareceram em águas da Guiné-Bissau, após a embarcação na qual viajavam naufragar na segunda-feira

Mais de 70 pessoas desapareceram em águas da Guiné-Bissau, após a embarcação na qual viajavam naufragar na segunda-feira, confirmou ontem um porta-voz do serviço de Guarda Costeira do país africano.

Em entrevista à emissora local Galáxia Pindjiguiti, o capitão Siga Batista disse que a embarcação, cujo destino final era desconhecido, afundou no litoral norte da Guiné-Bissau com mais de 70 imigrantes ilegais, cuja nacionalidade é desconhecida.

Batista manifestou tristeza porque o serviço de Guarda Costeira, encarregado de controlar as águas marítimas do país, não conta com os meios necessários para tentar um resgate e salvar vidas, pois não tem combustível, nem um avião de patrulha.

“Estamos aqui só para informar sobre os naufrágios sem poder fazer nada pelas vítimas. É uma pena”, ressaltou o capitão, pedindo ao governo que forneça meios às autoridades marítimas para poder agir quando ocorre um naufrágio. Os destroços da embarcação foram encontrados, mas sem sinal dos ocupantes.

Guiné-Bissau faz fronteira com o Senegal e a Guiné, é um dos países mais pobres do mundo e tem a língua portuguesa como oficial. (Agência Brasil)

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)