22 de novembro de 2017 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Política
Estatísticas
13/11/2017 | 06h00
Goiás ganha projeção nacional
Estado é destaque em estatísticas e programas nas áreas da saúde, educação, cultura, segurança e infraestrutura; desde 1999, o PIB goiano cresceu 10 vezes e saltou de R$ 17,4 bilhões para R$ 178 bi

Sob o comando do governador Marconi Perillo (PSDB), em seu quarto mandato à frente do Estado, Goiás passou a liderar estatísticas e programas nas áreas da saúde, educação, cultura, segurança e infraestrutura. O Estado cresceu 10 vezes, desde 1999, nos quatro mandados do governador Marconi Perillo. O PIB goiano, que é a soma de todas as riquezas produzidas, saltou, no período, de R$ 17,4 bilhões para R$ 178 bilhões.

A balança comercial, por sua vez, cresceu mais de 20 vezes no mesmo período, passado de 384 milhões de dólares para aproximadamente 8 bilhões de dólares. O número de países com os quais Goiás mantém negócios, passou de 50, em 1998, para 145, em 2015. O resultado positivo é reflexo das reformas feitas por Marconi ao longo de seus quatro mandatos, do intercâmbio com outras nações, dos investimentos em educação, saúde, segurança, e das obras de infraestrutura que serviram de alicerce para que Goiás pudesse crescer com segurança, seguindo, sempre, uma reta ascendente.

“Ao longo do tempo eu fui estabelecendo compromissos e prioridades; e fui cumprindo, resgatando, uma a uma”, diz Marconi. “Goiás vai comandar a Região Centro-Oeste do país. Esse momento de crescimento da economia mundial tem que partir da região central do país, que está mais afinada com a realidade. Para 2038, nós cremos que Goiás poderá estar entre os cinco estados brasileiros mais competitivos do país, dobrando a renda do trabalhador”, afirma o diretor da Marcroplan, Cláudio Porto. 

Porto destaca que “Goiás passou por profundas transformações, e tem as condições necessárias para manter esse ritmo e proporcionar um grande crescimento nos próximos 20 anos”. Goiás acumula saldo positivo de 47 mil empregos de janeiro a setembro de 2017. “Goiás gerou quatro vezes mais empregos que a média brasileira nos primeiros nove meses do ano. O Brasil gerou 208 mil e Goiás, sozinho, 47 mil empregos”, afirmou Marconi Perillo. O salário médio real de admissão foi de R$ 1.478,52, o que representa um aumento real de 5,59% ante mesmo mês do ano passado (R$ 1.400,19).

Na área da tecnologia, Goiás vem se tornando referência no país e sela essa posição ao investir R$ 10 milhões no maior Data Center da América Latina, com capacidade de armazenamento de 1 petabyte, processamento de 10 terabytes, 38 servidores físicos e 600 virtuais, e controle de acesso biométrico 24 horas/dia. Para o governador, seu governo tem compromisso com a modernidade e o resultado disso é a melhoria dos serviços prestados ao cidadão, com eficiência e redução de custos. “O resultado disso é a melhoria dos serviços prestados ao cidadão, eficiência na gestão pública e a redução de custos”, ressalta Marconi.


Cheque Mais Moradia 

A Agência Goiana de Habitação (Agehab), responsável pelo programa Cheque Mais Moradia, que inspirou o Cheque Reforma, do Governo Federal, vem recebendo prêmios nacionais e reconhecimento internacional pelos resultados alcançados. O Cheque Moradia, maior programa habitacional da história de Goiás, foi criado no segundo governo de Marconi, em 2003, hoje se tornou o “Cheque Mais Moradia  e está sendo executado desde 2011”, destaca o presidente da Agehab, Luiz Stival. 


Estado é referência na geração de energia solar 

Transformar o Estado em referência nacional no consumo e geração de energia solar. Esse é o objetivo do Programa Goiás Solar, lançado em fevereiro deste ano pelo governador Marconi. Inédito no país, o programa é executado por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura e Cidades (Secima).

O objetivo é levar o Goiás Solar a todas as regiões do estado, fomentando o uso de energia solar em áreas urbanas e rurais, aumentando a participação desse tipo de energia na matriz energética, trazendo maior segurança aos consumidores e diversificação no atendimento à população e empresas da região e, principalmente, contribuindo para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.

O governo inovou também ao lançar o projeto Casa Solar, de geração de energia solar fotovoltaica, implantado pela Agehab em dois residenciais nos municípios de Pirenópolis, Alto Paraíso e agora em Palmeiras de Goiás e Caçu.

No lançamento do Goiás na Frente Social – Terceiro Setor, o Renda Cidadã, lançado por Marconi em seu primeiro mandato, em 1999, foi ampliado e reajustado e serviu de inspiração para o Governo Federal criar o Bolsa Família.  

Pioneirismo reconhecido na emissão da CNH Digital  

O pioneirismo de Goiás na criação da CNH Digital é destaque na imprensa nacional. O Estado foi o primeiro do país a adotar a Carteira Nacional de Habilitação Digital (CNH-e). A escolha foi feita pelo Ministro das Cidades, Bruno Araújo. Ele explicou que Goiás foi escolhido devido a “eficiência que o Denatran enxerga no Detran de Goiás”.

A notícia teve grande destaque na mídia nacional: Exame (Editora Abril), G1, Estadão, UOL, Terra, Serpro, Folha de São Paulo, canais do YouTube, televisões, Brasil Caminhoneiro, Folha do Estado, Diário de Goiás, A Redação. Presidente do Detran/GO, Manoel Xavier enfatizou que “essa é uma tecnologia que veio para revolucionar o relacionamento do setor público com o cidadão. Temos avançado muito no sentido de acompanhar as demandas sociais e já contávamos com o processo de habilitação 100% digital, sem uso de papel ou processo físico”. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)