25 de maio de 2018 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Política
Formosa
08/02/2018 | 06h00
Eliton destaca papel do ajuste fiscal
Vice-governador disse que medidas adotadas por Marconi Perillo em 2015 permitiram que Estado cumprisse cronograma de investimentos no Estado

O vice-governador Zé Eliton destacou ontem, em Formosa, a importância do ajuste fiscal de 2015 para que o governo pudesse cumprir o cronograma de investimentos no Estado. “O cenário de crise impunha medidas, e o governador Marconi Perillo não teve dúvida em adotá-las, para que todos pudéssemos observar o desenvolvimento e impacto menor, no que se refere à recessão”, disse.

Zé Eliton acompanhou o governador Marconi Perillo e o vice-governador em Formosa na inauguração da quarta unidade educacional Padrão Século 21 do Entorno de Brasília neste ano, o 6.º entregue no Estado em 2018. O Colégio Estadual em Período Integral (Cepi) Isabel Christina de Souza Ortiz foi construído numa área de 2.958,55 metros quadrados, com investimento de mais de R$ 4,2 milhões e beneficiará 480 estudantes do 6.º ao 9.º anos em tempo integral. A unidade escolar amplia a oferta de vagas da modalidade de ensino a região, informa a secretária de Educação, Raquel Teixeira, que participou da inauguração.

Marconi vai entregar ainda em fevereiro mais dois Colégios Padrão Século 21 na região do Entorno do Distrito Federal, ambos em Formosa, durante o rush de inaugurações do Goiás na Frente. Neste ano, no entorno do DF, as duas primeiras escolas Padrão Século 21 foram inauguradas no dia 24 de janeiro em Valparaíso e Cidade Ocidental. Menos de uma semana depois, no dia 30 de janeiro, a terceira unidade foi entregue em Santo Antônio do Descoberto.

Essas instituições de ensino fazem parte de um grupo de 50 unidades, cujo investimento total, incluindo reformas de várias unidades e construção de diversas quadras esportivas, ultrapassa os R$ 268 milhões. Outras 17 novas escolas já se encontram em processo de licitação. Com isso, o número de colégios Padrão Século 21 somará 67 em todo o Estado. Até o final de março, 30 delas já deverão estar em funcionamento.

Mãe de quatro filhos entre 18 e 8 anos, Maria Gizelma Monteiro de Oliveira foi à escola no dia da inauguração em busca de vaga para o filho de 14 anos, Fábio Monteiro de Oliveira. Ela mora bem próximo à nova unidade e contou que foi atraída pela bela estrutura física da escola e pela possibilidade de o garoto ficar mais tempo no colégio, onde ele poderá aprender as disciplinas tradicionais durante um maior período de tempo e ainda participar de atividades artísticas e esportivas, entre outras. “Quero que minha filha mais nova estude aqui também porque esse colégio é muito bom”, disse.

Homenageado durante a solenidade de inauguração do colégio, junto com José Eliton e Raquel Teixeira, o governador Marconi Perillo lembrou que os investimentos feitos em construção e melhoria das escolas goianas, além da valorização dos professores e administrativos, estão dando excelentes resultados já que Goiás figura na liderança da educação no Brasil tendo alcançado primeiro e segundo lugares no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica - Ideb. "Esse ano acredito que sairemos ainda melhor do que no ano passado, pois o Saego deixou claro o nosso crescimento na qualidade de nosso ensino. ”

Raquel Teixeira destacou que nenhum outro governo investiu tanto no ensino público em Goiás.  "Temos um governador que investe em todas as áreas, mas tem especial atenção para a Educação. Somente em 2017 foram destinados ao setor mais de R$ 4 bilhões e, ao final desta gestão, teremos entregue 67 novas escolas Padrão Século 21. Isso é histórico. Como educadora fico muito feliz em pertencer a uma equipe de governo que teve tanta sensibilidade com a educação". A secretária também informou, em primeira mão, que o Governo de Goiás destinará mais de R$ 13 milhões para compra de equipamentos para as bandas marciais das escolas públicas estaduais. 


Unidade da UEG ganha Auditório 

Mais cedo, o governador Marconi Perillo e o vice, José Eliton, entregaram em Formosa um auditório no Campus da Universidade Estadual de Goiás – UEG,com capacidade para 234 pessoas, orçado em R$ 1,1 milhão. O espaço vai atender não só a comunidade universitária, mas a população da cidade e região para o debate de ideias, a transmissão de conhecimento e a apresentação de novas tecnologia.

Marconi lembrou que teve a honra de criar, em 1999, a UEG, "por meio da junção de 12 unidades educacionais"; e que graças a essa iniciativa, a UEG chegou "a 45 unidades em todo o Estado, com cursos de Medicina, Engenharia, Direito, Filosofia e outros, uma universidade solidificada", se tornando no grande legado da Educação de Goiás nos últimos anos.

Zé Eliton garantiu que vai dar continuidade "à linha da convergência, do respeito e da busca de melhorias para o bem de toda a população; sem rancor, sem raiva, e sempre olhando nos olhos das pessoas, com sinceridade, para que possamos fazer de Goiás, cada vez mais, um Estado próspero", seguindo os passos de Marconi Perillo. 


Prefeito do MDB agradece Marconi por nova unidade prisional na cidade 

O prefeito de Formosa, Ernesto Roller (MDB), usou as redes sociais para anunciar que recebeu ontem uma ligação do governador Marconi Perillo (PSDB), sobre o atendimento de uma antiga reivindicação da população, que é a transferência de detentos da cadeia localizada no centro da cidade para uma nova unidade no município.

Roller conta que conversou, na terça-feira, com Marconi, abordando o problema, e ontem recebeu dele um retorno. “Tive agora, no começo da manhã, a resposta do senhor governador, que me ligou e informou que acertou com o diretor do Sistema Prisional a transferência de todos os presos do cadeião de Formosa para o novo presídio e, com isso, será feita a desativação da unidade”, relatou. Marconi e ser vice, José Eliton, cumpriram agenda de inauguração de obras ontem na cidade. (Leia nesta página)

A resolução do problema, segundo o emedebista, é uma vitória do povo da cidade. “E eu quero, mesmo sendo oposição ao governador, agradecer pela presteza no atendimento dessa reivindicação da cidade de Formosa”, frisou. “Ficamos felizes que essa instalação se dê para resolver, primeiro, o problema da nossa cidade. Faço esse depoimento, primeiro, por uma questão de justiça. Sou opositor, mas gosto de ser justo. Quero agradecer publicamente ao governador que me passou essa posição agora de manhã (de ontem) numa ligação que me fez. Essa informação eu precisava passar para vocês”.

Em janeiro, a 5ª Promotoria de Formosa protocolou ação na Justiça pedindo a interdição imediata da cadeia da cidade. São 123 presos em regime fechado e 83 presos em regime semiaberto, totalizando 206 reeducandos. Ainda são contabilizados 75 presos que estão cumprindo pena em regime fechado no complexo prisional de Aparecida de Goiânia.

Na ação, o promotor de Justiça Douglas Chegury pede a interdição total e que se faça a transferência dos presos para o novo presídio do município.

De acordo com o promotor, inspeção no presídio constatou que havia superlotação e “situação desumana absolutamente indigna em que se encontram os presos, literalmente depositados em prédio que não oferece as mínimas condições sanitárias e estruturais para cumprimento de pena”.

Além da superlotação das celas, o MP constatou ausência de atendimento médico e odontológico, condições precárias de salubridade e iluminação, falta de higiene e ventilação, e ainda o comprometimento de parte das instalações elétrica e hidráulica. A nova unidade tem capacidade para abrigar 300 presos, e custou aos cofres do Estado R$ 19 milhões. São seis mil metros quadrados de área edificada, refeitório, sala de aula, pátio de sol, área para atendimento psicológico e espiritual, além de galpões e guaritas de segurança. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)