Quinta-feira, 22 de agosto de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Política

Após críticas a Bolsonaro, PSL expulsa deputado Alexandre Frota do partido

Postado em: 13-08-2019 as 18h30
Segundo a executiva nacional da legenda, Frota demonstrou “infidelidade” ao atacar o governo Bolsonaro e colegas de bancada nos últimos meses.

Da Redação

O Partido Social Liberal (PSL), legenda do presidente Jair Bolsonaro, decidiu, por unanimidade, expulsar o deputado federal Alexandre Frota nesta terça-feira (13). A determinação foi baseada em um pedido da deputada Carla Zambelli (SP). Segundo a executiva nacional do partido, Frota demonstrou “infidelidade” ao atacar o governo e colegas de bancada nos últimos meses.

Um dos principais articuladores do PSL na votação da reforma da Previdência na Câmara , Alexandre foi criticado por se abster na votação do 2º turno na Câmara, ato que foi considerado uma “traição” à legenda. A proposta foi aprovada por 370 votos a favor, 124 contra e uma abstenção, a de Frota. A decisão de hoje evidencia um racha dentro do diretório estadual da sigla em São Paulo, que hoje é comandado pelo filho do presidente, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Nos últimos dias, a situação de Frota piorou após ele afirmar que o Bolsonaro é a sua “maior decepção” e que a indicação de Eduardo para a embaixada brasileira em Washington representa a “velha política”. Na semana passada, Frota compartilhou uma reportagem de crítica ao presidente e seus filhos que relatava os laços familiares de empregados nomeados por eles desde 1991.

Os controles dos diretórios municipais no Estado viraram uma disputa entre o grupo político do senador Major Olímpio (PSL-SP) e parte dos parlamentares não ligados à bancada militar, como Junior Bozella e o próprio Frota.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja buscar