Terça-feira, 20 de outubro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Política

Bolsonaro desiste de criar Renda Brasil após atritos com Economia

Postado em: 15-09-2020 às 10h40
Bolsonaro chamou de 'devaneio' tentativa de congelar aposentadorias e pensões para compor o Renda Brasil| Foto: Reprodução/ Carolina Antunes/ PR

Eduardo Marques

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta terça-feira (15) que no governo dele "está proibido" se falar em Renda Brasil e que o programa Bolsa Família vai continuar em vigor.

O Renda Brasil chegou a ser discutido no governo como um programa de assistência social para substituir o Bolsa Família. A intenção era aproveitar a experiência do auxílio emergencial, que acaba no fim do ano, e criar um programa que aumentasse o valor do benefício do Bolsa Família.

No entanto, Bolsonaro e a equipe econômica não conseguiram chegar a um acordo sobre os cortes em gastos do governo que deveriam ser feitos para financiar o novo programa, o que vinha deixando suspensa a criação do novo programa.

Ao comentar o tema nesta terça, Bolsonaro disse que cogitar esse tipo de ação é um "devaneio". "E a última coisa, para encerrar: até 2022, no meu governo, está proibido falar a palavra Renda Brasil. Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto final", afirmou Bolsonaro em um vídeo publicado em seu perfil no Facebook.

"Congelar aposentadorias, cortar auxílio para idosos e pobres com deficiência, um devaneio de alguém que está desconectado com a realidade", completou o presidente.

Bolsonaro também disse que vai dar um "cartão vermelhor" a quem, de dentro do governo, lhe apresentar propostas de congelar aposentadorias ou reduzir benefícios.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar