Política

Articulações do deputado goiano Major Vitor Hugo podem definir eleição da Câmara em Brasília

Postado em: 25-01-2021 às 13h36
Em entrevista ao O Hoje, deputado justificou saída do partido do bloco de Baleia Rossi | Foto: Reprodução

Luan Monteiro

Faltando 8 dias para a eleição na Câmara dos Deputados, o bloco do candidato Arthur Lira (PP-AL) teve a adesão do PSL, que levou 52 deputados ao candidato do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Um dos responsáveis pela mudança, o Deputado Federal Major Vitor Hugo (PSL-GO), foi o responsável por reunir as assinaturas assinaturas de colegas partidários para a mudança do bloco, que antes estava apoiando o parlamentar Baleia Rossi (MDB-SP), candidato do atual presidente da Casa Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Com isso, as articulações de Major Vitor Jugo podem estar desenhando as definições da eleição da mesa diretora da Câmara, já que, com o PSL em peso apoiando Lira, a disputa fica mais acirrada. Em entrevista ao O Hoje, o parlamentar justificou que a decisão de mudança do bloco veio tanto por ideologia quanto por estratégia: “imagina o PSL que se elegeu contra tudo que a esquerda defende, integrar um bloco da esquerda, composto por PT, PDT, PSB e outros partidos”, explicou.

“A mudança também vem por questão estratégica, o PSL vindo para o bloco do Arthur seria o maior partido do maior bloco e isso nos permitirá escolher melhores comissões, melhores cargos de direção na mesa da câmara, o que vai aumentar a influência do partido e dos deputados mais próximos do presidente”, completou Major Vitor Hugo.

Questionado sobre as relações dentro do partido, o parlamentar afirmou que a falta de diálogo causou rompimento no partido “Estamos numa fase em que as relações dentro do partido estão esgarçadas. O presidente do partido tomou a decisão de apoiar o bloco do candidato Baleia Rossi sem consultar a bancada, isto é um grande absurdo. Nós temos mais que a maioria absoluta querendo caminhar na decisão de apoiar o bloco de Lira, e minha impressão é de que chegaremos a 50 votos no candidato”, explicou.

Para Vitor Hugo, Arthur Lira é o melhor nome para presidir a casa “O deputado Arthur Lira é um deputado experiente, já foi líder de partido por quase 8 anos na câmara, de um partido grande como o PP. Foi presidente da CCJ, onde imprimiu grande ritmo de trabalho na comissão mais importante da casa. Ao longo destes dois anos onde houve uma aproximação planejada e organizada do governo com o parlamento, ele se tornou um dos grandes apoiadores do governo dentro da câmara, e na minha opinião, e da maioria esmagadora do PSL, ele é o melhor nome para comandar a casa”, completou.

Situação atual

Arthur Lira (PP-AL), candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), passou a contar com o apoio de 10 partidos que somam 232 deputados: PSL, PL, PP, PSD, Republicanos, PTB, PROS, Podemos, PSC, Avante e Patriota.

Já Baleia Rossi (MDB-SP), candidato de Rodrigo Maia (DEM-RJ), possui apoio declarado de 11 legendas: PT, MDB, PSDB, PSB, DEM, PDT, Solidariedade, Cidadania, PCdoB, PV e Rede, cujas bancadas atuais totalizam 236 parlamentares. Apesar disso, a formação de blocos não significa garantia de votos. E como a votação é secreta, os deputados não necessariamente precisam votar segundo a orientação de seus partidos.

A eleição para a presidência da Câmara será na próxima terça-feira, dia 2 de fevereiro.  

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar