Política

Ibaneis ataca Caiado pela segunda vez e recebe resposta

Postado em: 02-03-2021 às 18h45
Governador do DF, desta vez, foi mais agressivo e acusou caiado de ter problemas psiquiátricos. Por sua vez, o democrata disse que seu problema é "ter ojeriza a quem rouba dinheiro público" | Foto: reprodução

Nathan Sampaio

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), voltou a atacar o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), devido a condução das medidas sanitárias de combate à pandemia de covid-19. Em entrevista ao UOL, publicada nesta terça-feira (2/3), Ibaneis diz que nunca teve um bom relacionamento com Caiado. “Acho que ele tem seus problemas psiquiátricos, tem que cuidar desse assunto”, declarou, completando que o chefe do Executivo goiano não dá atenção devida ao entorno do DF.

Caiado, por sua vez, respondeu com uma nota divulgada pela sua assessoria, dizendo que “a incompetência de Ibaneis é tamanha que o DF, além de ter a folha bancada pela União, recebe mais de R$ 14 bilhões a fundo perdido, mas não consegue ser exemplo de gestão”. O governador de Goiás afirmou, ainda, que o colega do DF só “pensa em negociatas” e citou que dois secretários de Ibaneis estão na mira da polícia: “o secretário da Saúde foi preso e o de Transportes comanda uma máfia no Entorno”.

“Ibaneis em vez de investir na saúde, prefere atacar essa população, fala em fechar a divisa e negar atendimento. Tudo para desviar o foco da falta de investimentos na saúde. Enquanto isso, em Goiás, montamos mais de 860 leitos e vamos chegar a mais de mil até o começo da próxima semana”, rebateu caiado. “Temos dois hospitais de campanha, que atendem inclusive pacientes do DF, um em Luziânia e outro em Formosa, que serão transformados em Hospitais Regionais quando isso tudo passar”, continuou. Confira a resposta do governador de Goiás na íntegra:

Meu problema psiquiátrico sério é ter ojeriza a quem rouba dinheiro da saúde e do transporte público. 

A incompetência de Ibaneis é tamanha que o DF, além de ter a folha bancada pela União, recebe mais de R$ 14 bilhões a fundo perdido, mas não consegue ser exemplo de gestão. Porque ele só pensa em negociatas. Por isso teve dois sócios travestidos de secretários na mira da polícia: o secretário da Saúde foi preso e o de Transportes comanda uma máfia no Entorno.

Mesmo com tantos recursos bancados pela União, hoje o DF tem apenas 358 leitos para pacientes de Covid. Sabendo que grande parte da população do Entorno trabalha e consome em Brasília, Ibaneis em vez de investir na saúde, prefere atacar essa população, fala em fechar a divisa e negar atendimento. Tudo para desviar o foco da falta de investimentos na saúde. Enquanto isso, em Goiás, montamos mais de 860 leitos e vamos chegar a mais de mil até o começo da próxima semana. Temos dois hospitais de campanha, que atendem inclusive pacientes do DF, um em Luziânia e outro em Formosa, que serão transformados em Hospitais Regionais quando isso tudo passar. Mais trabalho, menos “negócios”, Ibaneis.

Governador de Goiás, Ronaldo Caiado 


Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar