22 de julho de 2018 - domingo

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Ser Do Bem
Transformação
20/06/2018 | 15h00
Espetáculo musical celebra 30 anos de projeto social
Instituição responsável atende, desde 1988, crianças e adolescentes carentes nos bairros Dom Fernando II e Goiânia Viva

Uma história de amor que celebra três décadas de existência. Esse é o espetáculo PROJETO AMAR 30 ANOS, que acontece nesta quinta-feira, dia 21 de junho, às 20h30, no Teatro Goiânia. A direção do musical que conta a trajetória de transformação social de crianças e adolescentes é da musicista Ivana Bontempo.  Já a direção musical é de Léo Araújo, que assina composições inéditas do espetáculo.

Durante aproximadamente uma hora, história de cidadania vai emocionar a plateia, num enredo que, de forma lúdica e poética, vai encantar a todos com muita música, grupos corais, teatro, dança, rap e grafite. A tônica é ressaltar o quanto valores como Ética, Transparência, Solidariedade, Comprometimento e Seriedade mudam, para melhor, a vida e o futuro de muita gente. 

As protagonistas, 200 crianças atendidas pelo Projeto Amar Música, compõe o Coro Infanto-Juvenil e o grupo de Flauta Doce do Projeto Amar Música e se apresentam a equipe de Judô sob a direção do Sensei Wesley Mamede.

Além das crianças, o espetáculo conta com um grupo de musicistas renomados que se unem para essa grande festa que celebra a cidadania, são eles: o baterista Reuel Abner, o pianista Helieber Ferreira, a pianista e cantora Elen Lara, cantor Damon Farias e o rapper NB.

O roteiro do espetáculo, os vídeos e o design gráfico tem a assinatura do jornalista Fabiano Machado e conta a história do Projeto Amar através da história de Sidcley e seus amigos, crianças em situação de rua.

A direção cênica é de Marcelo Di Castro , e conta com participação dos atores Francis Silva, Raquel Gabriela e Thaís Dwik, juntamente com a direção coreográfica de Aline Gonçalves com participação dos bailarinos, Guilherme Lima, Isabella Beda e Natália Tolini.  Apresentam-se também o calígrafo Kaiky e o grafiteiro Iuri Armstrong mostrando sua arte ao vivo no palco.

A iluminação fica a cargo de Roosevelt Saavedra, sonoplastia de Victor Hugo Finotti, execução de vídeo de D&M Produções, equipe cerimonial de Helania Costa, direção de palco de Priscilla Shiozawa e a confecção de cenário é das crianças do Projeto Amar.

O espetáculo terá também a participação dos  Corais da Primeira Igreja Batista de Goiânia com regência de Marcos Vinicius Viana, da Igreja Presbiteriana Maranatha  com regência de Ana Flavia Albuquerque, da Igreja Batista Nacional Filadélfia com regência de Letícia Yohanna e Rafael Mendonça Barros, do Madrigal e Coro Misto da Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia com regência de Edson Kriger (Dica) totalizando 200 vozes na  interpretação do  “Aleluia” de Handel.

Para o diretor do  Projeto Amar, Humberto Oliveira, o  espetáculo resgata o legado de gente que dedicou e ainda dedica sua vida em favor da inclusão social e narra a história vencedora de crianças e adolescentes que, atendidas com amor, amparo e proteção, hoje são verdadeiros cidadãos. “O espetáculo foi feito para emocionar, inspirar e também, agradecer a todos que durante trinta anos tem colaborado para a transformação social  e resgate da cidadania de milhares de crianças de Goiânia”, ressalta Humberto. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)