Sexta-feira, 29 de maio de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Xadrez

FIEG critica diálogo com Governo de Goiás: ‘só monólogo’

Postado em: 16-05-2020 às 06h00
Sandro Mabel rebate as afirmações de Caiado de que manterá diálogo com os vários setores organizados para o convencimento em torno das próximas ações - Foto: Reprodução.

Rubens Salomão

O presidente da Federação das Indústrias de Goiás (FIEG), Sandro Mabel, comemorou o recuo do governador Ronaldo Caiado (DEM), que não assinou novo decreto estadual para impor medidas mais restritivas e manter funcionamento apenas de setores essenciais de saúde e alimentação. No entanto, o ex-deputado federal rebate as afirmações do democrata de que manterá diálogo com os vários setores organizados para o convencimento em torno das próximas ações. “Eu tive um atrito muito grande com ele desde o primeiro decreto e agora neste último era do mesmo jeito: porque não existia diálogo. Só existia monólogo”, conta o empresário. “Ele deixava até a gente falar tudo o que a gente quisesse, só que aí ele avisava que as coisas que nós trazíamos poderiam até ser boas, mas que ele publicaria o decreto do mesmo jeito fechando tudo outra vez e pronto. Isso não pode funcionar assim”.

Dúvida real

Nos bastidores, empresários questionam se as novas reuniões, a partir da próxima semana, serão menos impositivas por parte do governo, depois da derrota política sofrida com a falta de apoio a novo decreto de fechamento.

Propostas

Mabel insiste na sugestão de que a gestão pública tenha maior prioridade para o isolamento vertical, com as pessoas do grupo de risco fechadas, enquanto que outros poderão manter rotina normal de trabalho.

Semelhanças

“A preocupação agora é com a possibilidade de muitos funcionários se infectarem de uma vez e cada empresário tem de tomar medidas para evitar isso”, defende a FIEG.

Poder de fogo

A ameaça do governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), de fechar hospitais de Brasília para pacientes de cidades goianas se mostrou na prática uma cartada do emedebista para abrir diálogo com o governo de Goiás.

Necessidade

Tanto que logo Ibaneis recebeu ligação de Caiado e os secretários de Saúde dos dois lados passaram a alinhar estratégias conjuntas para a região do entorno. No mesmo dia, Ronaldo Caiado foi a Luziânia agilizar hospital de campanha.

Sem vínculo

A Assembleia Legislativa enviou ofício ao presidente Jair Bolsonaro com pedido para que funcionários públicos temporários possam receber o auxílio emergencial.

Preservação

O Rio Araguaia será beneficiado com projeto para repovoamento de águas com peixes nativos, por meio de parceria entre a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e a UFG.

Tecnologia

Na ação, será aplicada nova forma de reprodução de alevinos em trabalho pioneiro na região. A estruturação das ações começa neste ano com a compra dos materiais, com investimento de R$ 500 mil por meio de emenda parlamentar.

CURTAS

- Estudantes da UFG reclamam de paralisação, enquanto faculdades particulares mantêm sistemas remotos para aulas.

- O Ministério Público de Goiás atingiu índice 100 na avaliação do Portal da Transparência, pelo Conselho Nacional do MP.

- Além do MPGO, lideram o Transparentômetro: Acre, Bahia, Ceará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí e Tocantins

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar