Quarta-feira, 15 de julho de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Xadrez

Base governista enfrenta divergências nas maiores cidades goianas

Postado em: 02-06-2020 às 06h00
Para o presidente do Progressistas em Goiás, Alexandre Baldy, as divisões dentro do grupo deverão ser tratadas como algo natural, já que cada partido tem metas e prioriza a construção de estrutura própria| Foto: Divulgação

Em meio à retomada das articulações políticas pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), com vistas à eleição municipal deste ano, crescem as divergências internas na base governista, com destaque às maiores cidades do estado. Para o presidente do Progressistas em Goiás, ex-deputado federal Alexandre Baldy, as divisões dentro do grupo deverão ser tratadas como algo natural, já que cada partido tem metas e prioriza a construção de estrutura própria. “Em Goiânia e nas outras maiores cidades, caso o governador tenha candidato, nós buscaremos essa união, essa convergência. Se conseguir, ótimo. Mas realmente é um desafio muito maior nestes casos por conta das posições que podem exigir de cada lado, o que causa essas divergências eventuais”, conta Baldy. Além dos partidos, falta efetividade do Palácio das Esmeraldas para agregar candidaturas aliadas nos principais municípios.

Troca certa

Como antecipado aqui, o ex-senador Wilder Morais (PSC) deixa o cargo de secretário estadual de Indústria e Comércio até quinta-feira (4) para efetivar pré-candidatura em Goiânia. Ele cumpre o prazo final de desincompatibilização.

Disputa interna

A saída do empresário abre articulação sobre a indicação do substituto. Wilder tem trabalhado para manter, junto ao governador Ronaldo Caiado, a influência na pasta com entrada de um nome de sua confiança pessoal.

Boca miúda

Ainda ronda no governo especulação sobre entrada na equipe do ex-presidente da Alego e historicamente caiadista, José Vitti. Ele chegou a receber sondagens neste ano.

Novo comando

Entre as 26 trocas de superintendentes regionais da Polícia Federal está a saída do delegado Josélio Azevedo de Souza e entrada da delegada Marcela Rodrigues de Siqueira Vicente, no comando da corporação em Goiás.

Retrospecto

Marcela era Delegada Regional Executiva e esteve à frente de investigações como da operação Cash Delivery, que resultou nas prisões, em 2018, de Jayme Rincón e do ex-governador Marconi Perillo (PSDB).

Contexto dado

As mudanças em Goiás ocorreram três semanas depois da posse de Rolando de Souza assumir como novo diretor-geral da Polícia Federal, no lugar do indicado Alexandre Ramagem, que foi barrado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Alerta

O Tribunal de Contas do Estado adota nova metodologia eletrônica para fiscalização para alertar poderes, órgãos e entidades sujeitos ao controle de contas. O Sistema de Avisos e Trilhas (SAT) usa BiG Data para analisar bancos de dados.

Como é?

O sistema registra o resultado do processamento de trilhas eletrônicas de auditorias, a partir do cruzamento de dados sobre inconsistências ou indícios de irregularidades.

CURTAS

- A Superintendência de Vigilância em Saúde estima que, mantidos atuais parâmetros, haverá filas para leitos de UTI em julho.

- Avaliação considera o aumento de 41% em internações por covid-19 em sete dias e isolamento abaixo de 40%.

- Após reunião com feirantes, a prefeitura de Aparecida de Goiânia confirma retorno das feiras especiais na próxima semana.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar