Coluna

Apoio de Bolsonaro a Mendanha pode ser revés a Vitor Hugo

Publicado por: Yago Sales | Postado em: 27 de janeiro de 2022

O deputado federal Major Vitor Hugo (ainda no PSL) foi o político de Goiás que mais participou de lives com o presidente Jair Bolsonaro (PL). Fiel escudeiro do bolsonarismo, foi líder do presidente na Câmara e, sem surpresa, apareceu como um dos principais parlamentares a receber emendas do orçamento secreto. Tinha tudo para ser um potencial candidato do presidente ao governo de Goiás. Mas, no meio do caminho, apareceu o prefeito Gustavo Mendanha, com apadrinhamento do PL goiano (leia-se Magda Mofatto), desde a época em que disputava o apoio de Maguito Vilela à sucessão em Aparecida. Sem ter viabilizado o nome em Goiás, sendo atropelado pela experiência de Mendanha, Vitor Hugo não tem opção senão assistir à decisão do PL, partido do presidente, em lançar Mendanha. 

E o petê?

Chateado, Vitor Hugo aposta em vincular Mendanha à esquerda. Preterido, se mostra magoado. Com artilharia pesada contra desafetos, dos últimos 20 tuítes da sua conta no Twitter, 11 foram contra o ex-presidente Lula e o PT. Um deles ligando Mendanha ao Partido dos Trabalhadores. À Xadrez, o major Vitor Hugo afiança: “Vou continuar criticando. O que fizeram ao Brasil foi algo criminoso”. 

Cuidados

O governador Ronaldo Caiado (DEM) anunciou no Twitter que atendeu cerca de 3,5 mil famílias vulneráveis no programa  Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social. São goianos distribuídos em 26 municípios. 

Paciência de Jó

O deputado federal José Nelto (Podemos) associou-se a personagens bíblicos para demonstrar tristeza e revolta com a entrega do partido ao vice-prefeito de Aparecida, Vilmar Mariano. Com paciência de Jó, o homem que o diabo tomou tudo sob autorização de Deus, sabedoria de Salomão e força de Davi, o parlamentar vai se reunir na próxima terça-feira com a executiva nacional, em Brasília. 

Traição 

José Nelto afirma que nunca estreitou relações com o deputado professor Alcides, pivô da articulação da filiação e chegada à presidência da sigla por Vilmar. O professor Alcides faz política de uma forma repugnante. Ele acha que todo mundo tem preço”, disse ele à Xadrez. 

Resposta 

Procurado pela coluna, o professor Alcides afirma que não atropela ninguém e, diz ele, não faz intrigas, diferentemente de José Nelto. Alcides afirma que no ano passado foi procurado pela direção nacional do Podemos, que não estava contente com a condução do partido em Goiás. “Quem tirou o partido dele não fui eu, foi a Renata Abreu, e quem o comanda hoje no Estado é o grupo do prefeito Gustavo Mendanha. Se ele quer tirar satisfação, que procure o Gustavo”.

44 anos

O aniversário do Jardim Botânico, maior unidade de conservação da capital, vai ser comemorado pela Prefeitura na próxima sexta-feira (28). Ao longo de todo o dia, o parque sedia programação especial com destaque para a entrega de trilha ecológica e pomar com frutas do Cerrado. Também haverá plantio de mudas de espécies do Cerrado. 

Curtas

O ex-presidente Lula afirmou em entrevista nesta quarta-feira que, se vencer o pleito em outubro, deverá governar em um cenário de guerra deixado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Compartilhe: