Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Base cobra transparência para votar pacote de projetos

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 10 de dezembro de 2019

Deputados da base do governo se manifestaram contra a
agilidade com que começaram a tramitar nove projetos do executivo na Assembleia
Legislativa. Todos foram lidos em plenário e, em menos de duas horas,
reapresentados na Comissão mista com relatórios pela aprovação. Entre as pautas
estão mudanças no estatuto dos servidores públicos, privatizações, novo modelo
de incentivos fiscais, fim do uso de depósitos judiciais, entre outras.
Deputados aliados como Karlos Cabral (PDT), Vinícius Cirqueira (PROS), Humberto
Teófilo (PSL) e Major Araújo (PSL) se manifestaram na reunião contra a “falta
de transparência” e ironizaram a agilidade do relator de seis dos projetos,
Álvaro Guimarães (DEM). “Fico feliz com os cumprimentos, mas tudo obedece ao
regimento interno. Temos que prestar serviço rápido à população e é por isso
que existe o pedido de vistas”, respondeu.

Prazo dado

Deputados da base e da oposição pediram vistas coletivas dos
projetos relatados e têm prazo até esta tarde para a devolução com as prováveis
emendas apresentadas.

Continua após a publicidade

Celeridade

Karlos Cabral tornou pública cobrança ao presidente,
Lissauer Vieira (PSB), para que coloque em votação as mudanças no regimento
interno que foram elaboradas por comissão interna. Há previsão de aumento de
prazos em comissões.

Para depois

Lissauer respondeu à Xadrez que a reforma do regimento só
será votada em 2020. “O final do ano é complicado por conta do tanto de matéria
polêmicas que temos e que ocupam muito o nosso tempo”, diz.

Passou

Com muito debate e articulação pessoal de Lissauer Vieira, a
CCJ aprovou ontem o projeto de encampação da Enel pelo estado, por meio da Celg
GT. No mesmo dia em que começa a tramitar pedido para privatizar a estatal.

Companheiro

Mesmo deputados que se manifestaram pela
inconstitucionalidade do projeto, como Talles Barreto (PSDB), Lucas Calil (PSD)
e Major Araújo (PRP), na hora do voto, foram favoráveis. Tudo por pedido direto
de Lissauer.

Governo petista

O MPF entrou com uma ação por improbidade contra o grupo JBS
e a J&F Investimentos com acusação por fraudes em financiamentos do BNDES
durante o processo de internacionalização do JBS, entre 2007 e 2011.

De volta

Os procuradores pedem que a BNDESPar, braço de participações
do banco, seja ressarcida das perdas que teria tido. Acrescido de juros e multas,
o valor da devolução de recursos chegaria à casa dos R$ 21 bilhões.

Convence?

A distribuidora Enel
entregou ontem ampliação da subestação de Trindade e prometeu 100 novas obras
concluídas em 2020, segundo plano de investimentos.

CURTAS

– A produção
industrial goiana cresceu 4,0 % em outubro em relação a setembro. Alta de 6,4%
em cinco meses.

– O resultado
representa o melhor resultado do país, com a mais alta elevação para um mês de
outubro na história.

– Novas regras
de licenciamento ambiental pautaram reunião da FIEG com a secretária de
Meio Ambiente, Andrea Vulcanis.