Coluna

Base e oposição trocam acusações sobre oligarquias em Goiás

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 22 de agosto de 2018

O debate na campanha ao governo de Goiás já é marcada pela
troca de farpas pessoais entre os candidatos. A última edição trouxe crítica do
governador José Eliton (PSDB) contra Daniel Vilela (MDB) e Ronaldo Caiado
(DEM), em uma tacada só. “É o encerramento do ciclo dos Caiado na política de
Goiás. Um ciclo oligárquico, de familiocracia. Se observa que a chapa do
Ronaldo Caiado representa toda uma oligarquia dominante histórica do estado de
Goiás. Sendo que o pai do vice dele, Tejota (Sebastião), que é conselheiro e
foi deputado. Tem Tejota (Lincoln) que é deputado e a mulher dele que é
vereadora em Goiânia. Uma oligarquia com familiocracia completa. Concordo com o
fim das oligarquias dominantes”, afirma, citando também o clico de 20 anos do
PMDB, que teve o pai de Daniel Vilela, Maguito, como governador. “Ele se
esquece que o pai dele (José Eliton) foi candidato a prefeito de Posse. Se
esquece dos Arantes (Jovair e Henrique) e dos Vergílio (Armando e Lucas), que
estão ao lado dele”, responde Lincoln.

Todos os lados

O candidato a vice de Ronaldo Caiado, deputado Lincoln
Tejota (PROS), ainda cita o grupo de Lúcia Vânia (PSB), “que tem o sobrinho
(Marcos Abrão) deputado federal e Irapuan Costa Junior como secretário de
Segurança”.

Tudo certo

Na resposta, Lincoln aponta que não se trata de
familiocracia. “Isso é trabalho prestado pelo estado de Goiás. Esse tipo de
apoio serve quando é para favorecê-lo, mas na oposição é criticado. A diferença
é que temos competência”, afirma.

Sefin mira casas de
luxo

A Secretaria Municipal de Finanças (Sefin) desencadeia hoje uma
série de operações fiscais nos condomínios horizontais da Capital. A primeira
verificação in loco acontece em um dos maiores empreendimentos da cidade para confrontar
as informações prestadas ao município e as construções existentes, além de
averiguar a regularidade no pagamento do Imposto Sobre Serviços (ISS)
Construção Civil, devido sempre que são realizadas construções. Ao todo, 286
áreas serão vistoriadas por 11 auditores de tributos, que se concentram no Paço
Municipal, no Park Lozandes, e saem para a operação às 8h30. “Condomínios
têm alto índice de desacordo entre a realidade. EM um caso, há incidência de
ITU, já que não tem construção nenhuma. Mas na foto aérea conseguimos ver que
existe construção nesse mesmo local, por isso deveria pagar IPTU (Imposto
Predial e Territorial Urbano)”, explica o secretário, Alessandro Melo (foto). A
operação ainda apura incompatibilidade de inscrições, divergência de metragens
da área construída, obras paradas e ausência de projetos e “Habite-se”.

CURTAS

Modernização – A
operação da Sefin será a primeira de série de ações que resultam de atualização
do sistema de fiscalização e cobrança da prefeitura de Goiânia.

Necessidade
José Vitti (PSDB) conversou com Gilberto Marques Neto (Amma) e o promotor
Marcelo Celestino sobre a revitalização do Bosque dos Buritis. 

Estrutura
Depois de percorrer cerca de 200 municípios em 2017 e na pré-campanha, PT prevê
intensificar a campanha de Kátia Maria nos 10 maiores colégios eleitorais.

Preso na TV

O PT deixou pronto o primeiro programa para o horário
eleitoral gratuito de rádio e televisão das eleições deste ano, já gravado com
o ex-presidente Lula. Sem julgamento do pedido de registro até dia 31, o
petista, mesmo preso, deverá aparecer na tela.

Emoção

A informação foi publicada pelo jornal O Globo e o programa deverá
ter “forte apelo emocional, colocando Lula como vítima”. Ou pelo menos
tentando.  O ex-presidente está preso desde abril na sede da Polícia
Federal (PF) em Curitiba.

Transferência

Ainda desconhecido no principal reduto petista – o Nordeste,
Fernando Haddad desembarcou ontem em Salvador com a missão de divulgar sua
imagem em meio a um eleitorado ávido pela presença de Lula na disputa.

Impasse

Professores ligados ao Sindicato dos Trabalhadores da
Educação de Goiânia (Sintego), fazem paralisação hoje para acompanhar a votação
na Câmara Municipal de Goiânia de projeto que promove alterações na previdência
dos servidores da capital.

Contrapartida

A manifestação abrange ainda outras entidades integrantes do
Fórum dos Servidores Municipais. Os servidores exigem do paço o projeto com a
data-base dos administrativos (2017-2018) e o piso nacional dos professores

Crime eleitoral

O candidato a presidência Jair Bolsonaro (PSL) periga ser
enquadrado por propaganda irregular. Tudo porque subiu no púlpito da igreja que
a esposa, Michelle, frequenta, em plena corrida presidencial. Não pode.

 

Compartilhe: