Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Base governista articula aproximação com Lissauer

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 25 de outubro de 2019

A reunião do presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer
Vieira (PSB), com o governador Ronaldo Caiado (DEM) nesta semana, como
antecipado pela versão digital desta coluna, confirma aproximação do deputado
com a base caiadista. O encontro se deu no Palácio das Esmeraldas e contou com
o prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale, além dos estaduais Karlos Cabral (PDT)
e Chico KGL (DEM). Desde o início do ano, Lissauer busca comandar a oposição e
consolidar candidatura de indicado, mas o prefeito experimenta recuperação da
gestão e da imagem pessoal, o que tem esvaziado o grupo de Vieira. O fiel da
balança é representado por Karlos e o ex-deputado federal Heuler Cruvinel (PP).
Diante das movimentações, o líder da base caiadista, Bruno Peixoto (MDB), fez
questão de anunciar apoio à reeleição interna de Lissauer. “Ele faz parte da
base e tem feito um brilhante trabalho”.

Discurso

Apesar das movimentações, Lissauer garante que manterá
postura de independência. O deputado será reeleição na próxima quarta-feira
(30) com ampla maioria de votos da base e da oposição para o biênio 2021/2022.

Continua após a publicidade

Como fica?

“A Casa continuará sendo independente. O governo tem direito
de colocar as matérias e os deputados vão discutir e votar a favor ou contra.
Precisamos conduzir com responsabilidade e continuarei pautado as matérias”,
afirma.

Esperança

A oposição, no entanto, ainda espera que Lissauer, em
momentos decisivos, mantenha articulação “alternativa” às indicações do governo
na Casa.

Explica aí

O deputado federal Elias Vaz (PSB) protocolou proposta de
fiscalização das despesas efetuadas com o cartão corporativo do presidente Jair
Bolsonaro (PSL) ao longo deste ano. Os gastos totalizam quase R$ 6 milhões.

Procedimento

O pedido para a Comissão de Fiscalização Financeira quer
auditoria do Tribunal de Contas da União. “Muitos dados são classificados como
sigilosos. Por que o presidente esconde os seus gastos?”, questiona.

Comparação

Os gastos secretos são 15% superiores aos de 2018 e
ultrapassam limite da Secretaria de Administração. “Quando era deputado,
Bolsonaro criticava as despesas com cartão corporativo”, se lembra Elias Vaz.

Na pauta

O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato
no TRF-4, marcou para a próxima quarta-feira (30) o julgamento que pode anular
ou manter a condenação do ex-presidente Lula no caso do sítio de Atibaia.

Resultado

O tribunal decidirá se o processo contra o petista voltará
ou não para a primeira instância, simplesmente para correção na ordem de
apresentação de alegações finais.

CURTAS

– Iris Rezende e Ronaldo Caiado foram unha e carne ontem
durante as comemorações do aniversário de Goiânia.

– Em várias declarações públicas, ambos projetaram soluções
para desafios futuros na cidade e no estado.

– A reforma da
previdência estadual será efetivamente protocolada na Alego na próxima
segunda-feira (28).