Coluna

Caiado e Vanderlan retomam aliança após seis anos de oposição

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 17 de setembro de 2020

Quando a ex-ministra Marina Silva (Rede) rejeito palanque
com o então deputado federal Ronaldo Caiado, em outubro de 2013, a chamada
terceira via em Goiás, liderada por DEM e PSB, à época de Vanderlan Cardoso, se
dividiu e os dois adotaram caminhos opostos. Até a recente divergência entre
ambos, desde o início de 2019, com disputas por protagonismo em bases
eleitorais e Vanderlan apontado no Palácio das Esmeraldas como principal
adversário para 2022. Como antecipado pela Xadrez, a intenção caiadista de retomar
aliança e “neutralizar adversário” para a reeleição de Caiado, foi confirmada
com a composição para a disputa da prefeitura de Goiânia em novembro. “Isso
também está envolvido. A gente caminha junto agora e, evidente e naturalmente,
por mais que não tenha sido formalizado, o caminho é o mesmo para 2022”,
confirma o presidente do DEM em Goiânia, Lívio Luciano.

Expectativa…

Apesar das confirmações de Caiado e Vanderlan, o presidente
do PSD, Vilmar Rocha, nega que haja qualquer definição de apoio para a eleição
estadual e que o partido não passará a compor a base aliada ao governo.

… e realidade

No entanto, Vilmar também admite: “obviamente, se Vanderlan
for eleito prefeito de Goiânia, o PSD pede seu principal nome para uma
candidatura própria no estado”.

Oposição

O deputado estadual Lucas Calil (DEM) rejeita a aliança
entre seu partido e a base palaciana: “Não existe verdade nesta relação, apenas
oportunismo eleitoral. Vou em busca de um projeto verdadeiro para a nossa
capital”.

“Nada muda”

O prefeito de Anápolis e candidato à reeleição, Roberto Naves
(PP), apresentou publicamente ar de tranquilidade com a volta do ex-prefeito
Antônio Gomide (PT), que confirmou candidatura. Aliados do prefeito, no
entanto, ligaram alerta.

Estrutura

Além de ter avaliação positiva muito superior à do
ex-prefeito João Gomes, derrotado por Naves em 2016, Gomide terá quase o dobro
do tempo de propaganda no Rádio e na TV a partir da aliança com o MDB,
encaminhada por Daniel Vilela.

Sentido!

Mais do presidente metropolitano do DEM: segundo ele,
“pesquisas qualitativas apontam ótima avaliação de Ronaldo Caiado nos
municípios goianos”. Lívio Luciano define que o governador será o “general
eleitoral”. A conferir.

Ao trabalho

Depois de suspender sessão ordinária de ontem por conta da
ocupação de deputados estaduais com o prazo final das convenções, o presidente
da Alego, marcou para hoje retomada de atividades, com 58 matérias na pauta.

Quórum

Como antecipado aqui, a base governista deverá aguardar
convocação do palácio para manter quórum qualificado durante a campanha. São 14
deputados candidatos.

CURTAS

– Foi sancionada lei que suspende medidas administrativas de
cobrança da dívida ativa, como inscrição do débito, ajuizamento e denúncia.

– A Secretaria da Economia justifica a medida por conta da atual
“crise imprevisível” e calamidade pública decorrente da pandemia.

– Em visita à Câmara, Fátmia Mrué informou que Goiânia
recebeu R$121,5 milhões da União para combate à pandemia.

 

Compartilhe: