Coluna

Caiado sanciona lei que incorpora R$ 1,628 bilhão ao Orçamento de 2022

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em: 31 de dezembro de 2021

O governador Ronaldo Caiado (DEM) sancionou lei que incorpora R$ 1,628 bilhão ao orçamento do Estado de 2022, advindo da venda a Celg T. Já a meta de resultado primário passa a ser superavitária de R$ 143,6 milhões, o que significa incremento de R$ 244,9 milhões sobre a meta estipulada anteriormente que havia sido fixada na Lei de Diretrizes Orçamentárias do ano que vem, cujo déficit alcançava R$ 101,4 milhão. Com a atualização dos valores projetados de receita, despesas, dívida consolidada e resultados primário e nominal, a meta de resultado nominal passa a ser de superavit de R$ 78,6 milhões, contra um déficit de R$ 1.016,8 milhão. O dinheiro da venda da Celg T será aplicado como aporte financeiro ou atuarial no Fundo Previdenciário do RPPS.  

Repercussão  

Sobre a declaração do bispo de Formosa, Dom Adair Guimarães, contra a exigência do passaporte da vacina, fato repercutido por esta coluna, a vereadora bolsonarista Gabriela Rodart (DC) definiu as palavras dele como sábias. Ele vê a imposição como tirania. 

Desacreditar 

Prestes a se desfiliar do PSL, o deputado Paulo Trabalho minimiza as pesquisas eleitorais – que dão a liderança ao ex-presidente Lula, bem à frente de Jair Bolsonaro – citando o mito do Papai Noel. Há quem acredite, diz o parlamentar.   

Expectativa  

Diante da eventual filiação de Geraldo Alckmin ao PSB, cotado para vice de Lula, o PT em Goiás tem esperança de uma aliança com o PSDB, ex-partido do ex-governador de São Paulo. 

Enquanto isso 

Em outra ponta de conversação, o PT não deu por encerrada a possibilidade de um acordo com Gustavo Mendanha, desde que o prefeito de Aparecida, pré-candidato a governador, dê palanque ao presidenciável petista. 

Contrapartida  

Goiás está fora das contrapartidas exigidas pelo presidente do PSB nacional, Carlos Siqueira, para fechar aliança com o PT de Lula, em 2022. Estão na lista São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Espírito Santo e Rio de Janeiro. 

Passaporte 

O ex-chefe da Procuradoria da República em Goiás, Ailton Benedito, até que tentou que a UFG retomasse aulas híbridas neste segundo semestre de 2021, repercute a posição do MEC, em proibir a exigência do cartão de vacinação. 

Aposta  

Ex-presidente da Alego pelo PSDB, Samuel Almeida, agora filiado ao PSD, aposta na escolha de Henrique Meirelles para compor a chapa governista e também na vitória dele em 2022. 

Vandalismo  

O deputado Alysson Lima (SD) não escondeu sua contrariedade com o fato de que a maioria dos18 outdoors instalados nas saídas de Goiânia, com campanha contra pedágios, foram rasgados. 

CURTAS 

– A Procuradoria-Geral de Goiânia, em razão da execução fiscal, devolveu aos cofres públicos, em 2021, R$ 67 milhões. O valor é o maior já recuperado nos últimos seis anos e representa 50% a mais do que o ano de 2020. 

Compartilhe: