Coluna

“Chapas têm candidatos qualificados”, diz Vitti sobre Senado

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 13 de agosto de 2018

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Vitti
(PSDB), primeiro suplente da senadora e candidata à reeleição Lúcia Vânia (PSB),
considera que a disputa para as duas vagas neste ano estará entre as mais
acirradas da história política de Goiás. Segundo ele, a proximidade entre os
candidatos nas pesquisas exigirá trabalho intenso de todos na campanha. O
cenário foi confirmado neste fim de semana quando nova pesquisa do instituto
Serpes mostra proximidade entre Marconi Perillo (PSDB), com 15,5%; Lúcia Vânia
(PSB), 14,2%; Vanderlan Cardoso (PP), 10,8%; e Jorge Kajuru (PRP), com 8,4%. “A
campanha será difícil e temos candidatos extremamente qualificados em todas as
chapas. É uma pena, mas para nós foi positiva a saída do deputado federal Pedro
Chaves (MDB) desta disputa. São seis candidaturas que não podem ser
menosprezadas, considerando também o PT, com o deputado Luis Cesar Bueno”, cita
o tucano. “Temos de trabalhar muito e a senadora já começou a trabalhar e eu
tenho tentado tirar arestas com os deputados para que a apoiem”, conta Vitti.

Por Lula

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra pretende
reunir 5.000 pessoas em Brasília para acompanhar o ato de entrega do
registro da candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT-SP), o que deve
ocorrer na quarta-feira (15) no TSE.

Colunas

Militantes iniciaram caminhada que partiu de três pontos no
entorno de Brasília em três colunas com 1.500 sem-terra cada uma, que
percorrerão de 50 km a 60 km até a capital federal. Pela Justiça, Lula segue
preso e inelegível.

Judiciário sem teto

Depois de o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF),
Ricardo Lewandowski, afirmar que é modestíssimo reajuste salarial de 16%
durante análise do tema pela corte, dados da Secretaria do Tesouro Nacional
(STN) mostram que o Judiciário tem orçamento operando no negativo, sendo o único
dos três Poderes que não respeita a regra que estabelece limite para o
crescimento das despesas. A Justiça já ampliou seus desembolsos em 8,8% no
primeiro semestre deste ano. A variação é mais alta que os 7,2% permitidos pelo
teto de gastos para este ano. Além disso, a reversão do quadro é improvável, já
que os órgãos comprometem mais de 80% das despesas sujeitas ao teto com
salários e encargos sociais, que não podem ser simplesmente cortados. A regra
do teto de gastos, aprovada em dezembro de 2016, define que o crescimento das
despesas do governo federal será limitado à variação da inflação por um período
de dez anos, com possível prorrogação por mais dez. O descumprimento pode ser
corrigido até o fim do ano, quando o governo fecha as contas.

CURTAS

Cobertor curto – Mantido
o estouro do limite, o Executivo terá de compensar o excesso do Judiciário gastando
menos que o permitido, como ano passado.

Look político
Sempre com tons neutros e coque no cabelo, Marina Silva (REDE) quer repaginar
o visual em sua terceira campanha à Presidência.

Como? – Apesar da
resistência inicial, a ex-senadora aceitou consultoria de imagem que escolhe
roupas para combater a imagem consolidada de ‘fragilidade’.

Conquistas

O candidato a senador Marconi Perillo (PSDB) afirmou neste
fim de semana, em Itumbiara, que as conquistas dos governos do Tempo Novo nas
diferentes áreas “são de todos os goianos e precisam ser preservadas”.

Insistência

Mesmo contra a conclusão da Policia Civil em longo
inquérito, o ex-governador comentou: “Nada me tira da cabeça que o Caiado incitou
a morte do José Gomes”, em referência ao assassinato do ex-prefeito de
Itumbiara ocorrido em 2016.

Debate aberto

Já o governador José Eliton apontou que Ronaldo Caiado tem
trabalhado contra o estado. “Agiu contra a operação de crédito com a Caixa. Não
tem problema, não. Eu mato no peito e seguro, trabalho para resolver”, afirmou.

Religião

O governo estadual regulamentou alteração da Lei n° 19.406,
de 13 de julho de 2016, que dispõe sobre a regulamentação da prestação de
Assistência Religiosa nos Hospitais Públicos e Privados do Estado de Goiás.

Unidade

A decisão foi confirmada em reunião com bispos e arcebispos
do estado, que valorizaram a importância do debate de assuntos necessários para
a vida da igreja e manutenção da fé. A lei é de autoria do deputado estadual
Francisco Júnior (PSD).

Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia registra aumento na
quantidade de leitos de UTI na cidade. O número passou de 408 para 426 e já foi
pedida a desabilitação de leitos considerados fantasmas em sistema do
Ministério da Saúde.

 

Compartilhe: