Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Corrida contra o calendário e ausência da polarização

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 11 de abril de 2024

O calendário eleitoral começa a correr para os candidatos a prefeitos e vereadores a partir do encerramento das filiações. Agora, o tempo é marcado por conversas sobre apoios e estrutura de campanha, principalmente alianças entre as siglas que não estão federadas. As convenções começam em 20 de julho e encerram em 5 de agosto. A partir desta data, os partidos têm até o dia 15 de agosto para registrar candidaturas. Paralelamente aos prazos do calendário eleitoral, muitos pré-candidatos estão no corpo a corpo em reuniões fechadas, tendo o cuidado de não mencionar a palavra “vote em mim”, mas explicitando que é candidato, seja a prefeito ou a vereador. Em algumas cidades, a polarização esquerda e direita não é levada em conta e sim, os personagens. Por conta dessa indiferença do cidadão, o conceito de que a esquerda ganha eleição do Brasil, seja para presidente da República, governador e prefeito, mas se não fizer acordo com a direita e conservadores, não governa, está calcificado. Pelo menos em Goiás, marcadamente conservador e de direita, raramente a ideologia entra no debate. Este é um dos entraves do PT para crescer no estado que está restrito a Goiânia e Anápolis, cidades com chance de vencer o pleito municipal.

Pellozo mostra prestígio e liderança

Amigos, lideranças políticas, servidores e apoiadores lotaram o espaço de eventos Dell Sampaio de Senador Canedo para comemorar o aniversário de 46 anos do prefeito Fernando Pellozo (União). Foi uma festa surpresa que recebeu dezenas de felicitações por vídeo e telefone. Entre as manifestações, estão o governador Ronaldo Caiado, o senador Jorge Kajuru, deputados federais, estaduais, prefeitos amigos e dezenas de vereadores, principalmente da região metropolitana de Goiânia.  Sem dúvida uma demonstração de liderança política consolidada.

Continua após a publicidade

Paulo Kramer…

…, cientista politico e consultor em estratégias eleitorais sobre o episódio envolvendo o bilionário Alan Musk e o ministro do STF, Alexandre de Moraes: “Na tentativa de desqualificar Elon Musk que revela ao mundo a situação pré-ditatorial do Brasil sob Xandão/Lula, o lulopetismo recorre à cartada nacionalista e o nacionalismo”.

Mascando abelhas

Circula entre os operadores do direito, principalmente advogados do Distrito Federal, que o governador Ibaneis Rocha (MDB) está mastigando abelhas de raiva por conta dos boatos que circulam sobre o TRE-DF ter quebrado seu sigilo fiscal e bancário. A conferir.

Ideias para Quirinópolis

Em contato com a Xadrez direto de Portugal, o deputado estadual, Paulo Cezar Martins (PL), pré-candidato a prefeito de Quirinópolis, informa que vai incorporar ao seu plano de governo municipal, algumas ideias que podem ser aplicadas no município. “Entre elas, a questão do lixo. Visitei algumas indústrias que operam equipamentos no aproveitamento de resíduos”.

Marcus é do MDB
Ao contrário do que foi publicado na edição desta quarta-feira, o pré-candidato (cotado) a prefeito de Valparaíso pela base de Pábio Mossoró, Marcus Vinicius não é filiado ao União Brasil – como foi publicado – e sim ao MDB.