Segunda-feira, 22 de julho de 2024

Coluna

Daniel Vilela aponta polarização entre DEM e MDB no estado

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 24 de janeiro de 2020

Diante do definhamento do PSDB em Goiás, o presidente
regional do MDB, Daniel Vilela, enxerga “caminho de polarização” entre seu
partido e o DEM, do governador Ronaldo Caiado, para as eleições municipais de
outubro e a disputa estadual em 2022. Sem fazer previsões para daqui três anos,
o ex-deputado federal entende que já ocorrem enfrentamentos entre os dois
grupos nas principais cidades goianas. “Na grande maioria dos municípios há
esse caminho entre MDB e DEM. É natural que o partido do governador polarize
conosco. Aquelas lideranças que não querem seguir na base do governo acabam
enxergando no MDB a alternativa”, avalia. Daniel ainda observa que o fator mais
decisivo na disputa deste ano é a avaliação local. “É uma eleição muito mais
plebiscitária. Tem prefeito que está tão bem, que pode vir o papa e pedir voto
contra que ele vai ganhar as eleições”.

Por ausência

Ao citar polarização com a base governista, Daniel enxerga
que o PSDB deve perder espaço neste ano. “Não é novidade para ninguém essa
briga e exposição. Isso fruto de um momento muito ruim do partido desde a
derrota”.

Continua após a publicidade

Migrações

O primeiro impacto da crise tucana seria percebido já no
prazo final de filiações partidárias, no dia 4 de abril. “O PSDB deve perder
muitos quadros para outros partidos”, afirma Daniel Vilela.

Irrelevante

Crente em candidatura de Iris Rezende, o presidente do MDB
não avalia a proximidade do prefeito com Caiado como um “problema” partidário.
“É um reconhecimento”, diz.

Na carne

O ex-governador Marconi Perillo fez questão de soltar nota
em defesa dos blogueiros alvos de investigação da Polícia Civil na Operação
Sofisma. Contra os fatos, escreveu que os veículos apurados têm “linha
editorial independente”.

Organização

Vale ressaltar que a Polícia Civil pediu a prisão de indiciados,
já que havia até combinação de versões para os depoimentos. Suspeitas de
“superfaturamento” e pagamento de “propina” são citados na decisão.

De cabeça

Em vídeo nas redes sociais, o presidente nacional do PDT,
Carlos Lupiu, citou de improviso os quadros do partido nas capitais para a
disputa deste ano. Lembrou de Paulinho Graus, em Goiânia.

Calma lá

O ex-ministro, no entanto, defendeu a formação de aliança
entre partidos próximos para viabilizar efetivamente a candidatura própria do
vereador à prefeitura.

Violência

Tramita na Alego projeto do deputado estadual Karlos Cabral
(PDT) que estabelece pagamento de multa para torcedores que cometerem racismo
em estádios goianos. Pelo texto, os clubes também poderão ser multados.

CURTAS

– CUT e sindicatos realizam ato, às 9h na Praça do
Bandeirante, em comemoração aos 97 anos da Previdência Social.

– Serão servidos pedaços de bolo em manifestação também contra
suposta ameaça de “ocupação militar no INSS”.

– A Associação de Professores da UFG acionou por danos morais
contra o ministro da Educação, Abraham Weintraub.