Coluna

De olho no Senado, Meirelles pode antecipar desincompatibilização

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em: 16 de outubro de 2021

Determinado a articular sua candidatura ao Senado, o secretário da Fazenda do Governo de João Doria (PSDB-SP), Henrique Meirelles (PSD) não deve esperar o prazo de seis meses antes da eleição, ou seja, março de 2022, para se desincompatibilização do cargo. Meirelles recebeu carta branca do presidente do partido em Goiás, Vilmar Rocha, para buscar vaga na chapa governista. Mas também não descarta compor com o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (sem partido). As conversações com o emedebista se dão com a entrada do PP na jogada, tanto que o presidente da sigla, Alexandre Baldy, vai deixar a Secretaria de Transportes Metropolitanos de São Paulo, de olho na vaga ao Senado. 

Na Justiça 

Argumentando ter aberto canal de diálogo com médicos da rede municipal de saúde de Anápolis, o prefeito Roberto Naves (PP) diz que vai tomar as medidas cabíveis para impedir a paralisação dos profissionais, garantindo o direito do cidadão de ser assistido.  

Teto ampliado 

Por meio de proposta de emenda constitucional, o deputado Delegado Eduardo Prado (DC) defende isenção de desconto previdenciário de aposentados e pensionistas que têm salário abaixo de R$ 6,43 mil. O percentual é de 14,25%. 

Greve  

Depois que a direção da Petrobras defendeu a política de preços de combustíveis, que vêm aumento toda semana, entidades representativas de caminhoneiros, inclusive a de Goiás, já falam em paralisação. Assunto é pauta de reunião de hoje. 

Defesa do MP 

Ao opinar sobre a chamada PEC da Vingança, que amplia o número de parlamentares no Conselho Nacional do Ministério Público, o vice-governador Lincoln Tejota (Cidadania) diz que a proposta fere o interesse público e o exercício da competência do MP. 

Pelo Brasil 

Sobre o fato de o nome do governador Ronaldo Caiado ter sido cogitado para a disputa presidencial, o ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta, também cotado, disse que faria para campanha para o governador a pé pelo Brasil. Mas ponderou que ele tem compromisso com Goiás. 

Concurso  

Já passou pelo crivo da CCJ da Alego projeto do líder do Governo na Alego, Bruno Peixoto (MDB), que autoriza o Estado a convocar, nomear e dar posse a aprovados em concurso público da Polícia Penal de Goiás. 

Ação social 

Se depender do deputado Thiago Albernaz (SD), 10%, no mínimo, do valor das emendas individuais ao orçamento do Estado serão destinados para organizações sociais, não governamentais e sociais, e da sociedade civil. 

Recurso 

Os prefeitos que se sentiram prejudicados com a repartição provisória de recursos do Coíndice de 2022, têm até o dia 3 de novembro para recorrer da divisão, como avisa a Secretaria da Economia. 

CURTAS 

– A exemplo da Câmara de Goiânia, os vereadores de Aparecida de Goiânia vão antecipar a eleição da mesa diretora, cujo mandato só termina no fim de 2022. 

Compartilhe: