Coluna

Deputados cobram fatura após votações em plenário

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 16 de setembro de 2019

O processo de efetiva consolidação da base do governador
Ronaldo Caiado (DEM) na Assembleia Legislativa teve passo importante com a
aprovação, na semana passada de projetos cruciais, como a PEC da Educação e o
acesso a recursos dos depósitos judiciais, apesar das críticas sobre
constitucionalidade feitas pela oposição. No entanto, o resultado em plenário
abre nova rodada de cobranças de deputados da base. “Aprovamos dois projetos de
grande importância para a sustentação desse governo. Atitudes que trazem a condição
de dizer que o governo tem um time equilibrado na Casa, mas é importante
aproveitarmos o momento para entendermos a demonstração que demos ao governo. É
necessário mantermos um posicionamento de independência e é chegado o momento
de nós, deputados da base, nos posicionarmos a favor das nossas emendas
impositivas”, discursou Thiago Albernaz (SD).

Todos juntos

Da tribuna governista no plenário, Albernaz conclamou a
união entre caiadistas para exigir o cumprimento das demandas dos
parlamentares. “Momento de nos unirmos e cobramos desse governo que tenhamos as
emendas pagas”.

Recíproca

“Assim como nós ajudamos, o governo deve nos ajudar na nossa
atuação parlamentar. É importante que a base se una para essa cobrança”,
finalizou o deputado.

Agenda

É esperado aumento no número de deputados nas reuniões
individuais com o governador, como em todas as segundas-feiras desde a retomada
dos trabalhos no segundo semestre – com aumento também de pedidos.

Produtividade

Depois de aprovar apenas 19 processos em toda a semana
passada, a pauta da Assembleia Legislativa inclui, para trabalhos entre amanhã
e quinta-feira, 99 matérias entre requerimentos e projetos.

Contra tudo

O PSDB realizou em Sanclerlândia o primeiro encontro
regional para preparação da sigla para as disputas municipais de 2020. Contra
todo o desgaste político encarado na última eleição, o presidente Jânia Darrot
falou em “retorno”.

Otimismo

O prefeito de Trindade define objetivo de construir “partido
forte” para o ano que vem e que “o trabalho é de resgatar o maior partido do
Estado”, disse, citando o fato de que os tucanos têm o maior número de
prefeitos: 78. 

Retorno

A pretensão é ainda mais ousada. “Nós sabemos que o PSDB vai
voltar a ser um partido grande. Vai ter a maioria dos prefeitos do estado de
Goiás. Vai estar de volta ao governo do Estado de Goiás”, apostou Darrot.

Resolve?

Projeto de Andrey Azeredo (MDB) busca criar sistema
permanente de monitoramento e avaliação de políticas públicas. Seria coordenado
pela própria Câmara Municipal.

CURTAS

– A Celg GT leiloarÁ 25 imóveis EM áreas urbanas e
rurais de 23 municípios do interior de Goiás.

– A expectativa é de arrecadar, no mínimo, R$ 9,6 milhões. Evento
no dia 3 de outubro, na Leilomaster, em Goiânia.

– O mutirão contra o Aedes Aegypti em Aparecida de Goiânia
chega hoje ao à região do Sítio Santa Luzia.

Compartilhe: