Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Devotos de Bolsonaro ajudam a dividir a direita e favorecer Lula

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 11 de março de 2024

Especialistas em neurociência comportamental e observadores atentos ao jogo político avaliam que o presidente Lula e seus associados torcem para que a direita tenha o maior número de pré-candidatos a presidente da República em 2026. Quanto mais concorrentes no campo da direita, melhor para a esquerda, que é orgânica e devotada ao lulopetismo. Enquanto os fiéis do sebastianismo de Jair Bolsonaro (PL) não aceitam outro nome que não seja o do ex-presidente (inelegível) ou de um ventríloquo de suas ideias, a esquerda ganha tempo. O exemplo recente em que Bolsonaro estrilou devido ao protagonismo nacional do governador Ronaldo Caiado (UB) deixou evidente que o ex-presidente quer um ventríloquo do bolsonarismo e não um candidato para o País. Por conta desse temperamento messiânico de Bolsonaro que Lula estimula a polarização numa estratégia para dividir a direita e criar ranços políticos. Ou alguém duvida que isto favorece mais o lulopetismo do que a direita? Por ser maior do que o PT, Lula pode evitar contendas entre as correntes ideológicas no PT e anunciar que iria disputar a reeleição. Como não pode ser candidato, Bolsonaro quer tutelar alguém que encarne seu modelo de governo e não só de uma direita moderna. Essa é uma das razões para resistir em apoiar Caiado para presidente.

Gim Argello tem processo anulado

O ex-senador brasiliense Gim Argello teve sua condenação anulada pela 5ª turma do STJ no âmbito da operação Lava Jato. Para os julgadores, o foro competente para julgar os processos de Argello é a Justiça Eleitoral. Portanto, o ex-senador e líder da então presidente Dilma Rousseff (PT) está livre para voltar à política. Mas, segundo amigos próximos a ele, esta hipótese está descartada. Será?

Continua após a publicidade

Túlio, bom de voto

Túlio Santillo trabalha mais uma vez para repetir o fenômeno eleitoral de 2020, quando transferiu votos para o desconhecido candidato a prefeito Wilson Carvalho, à época no DEM. Túlio foi impedido pela Justiça e, em menos de um mês, o ‘Wilson do Túlio’ quase ganhou a eleição do atual prefeito de Águas Lindas, Dr. Lucas Antonietti (Podemos), por apenas 35 votos de diferença.

‘Ribeiro do Túlio’

Novamente Túlio apoia um candidato a prefeito em Águas Lindas e trabalha para repetir o feito eleitoral de 2020. Agora um nome mais conhecido e pioneiro da cidade, Sargento Ribeiro, que passa a ser conhecido politicamente como ‘Ribeiro do Túlio’.

Grupo forte

“Desta vez temos um nome forte, consistente e com maior interação com a comunidade. Sargento Ribeiro é querido pela população e conta com o apoio do ex-governador Marconi Perillo (PSDB). Em breve vamos apresentar nosso projeto de gestão do grupo político do ‘Ribeiro do Túlio’”, explica Túlio Santillo.

Portugal e Brasil

Diferenças entre portugueses e brasileiros que vão além do fluxo migratório, com ramificações históricas e culturais, estão no livro “Portugal e Brasil: Duas Nações em Harmonia”, do sociólogo e cientista político Antônio Lavareda com os economistas Nuno Santos e José Roberto Afonso.

Mulheres cooperativas

Elas ainda são minoria, mas tem crescido acima da média o número de mulheres nas cooperativas goianas nos últimos quatro anos. Segundo o estudo Panorama do Cooperativismo Goiano, realizado pela Universidade Federal de Goiás (UFG) a pedido do Sistema OCB-GO, o contingente feminino saltou de 68.949, em 2019, para 84.065, em 2022, um aumento de 21,9% em apenas quatro anos. (Especial para O Hoje)