Coluna

Disputa no Patriota inviabiliza candidatura de Jânio Darrot

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em: 15 de junho de 2021

Recém-saído do PSDB, descontente com a cúpula do partido, o ex-prefeito de Trindade, Jânio Darrot, enfrenta turbulências na tentativa de viabilizar sua candidatura ao governo de Goiás, em 2022. Tudo por conta da acirrada disputa no Patriota, por conta da eventual filiação do presidente Jair Bolsonaro. E quem está no meio do furacão é justamente o presidente da sigla em Goiás, Jorcelino Braga, que é signatário de mais um questionamento na Justiça da convenção nacional realizada ontem. Com isso, se houver dissolução do diretório no Estado, abre espaço para uma eventual candidatura do deputado federal Major Vitor Hugo, com o apoio do clã Bolsonaro. 

Recado 

Em recado direto aos dissidentes do Patriota, o senador Flávio Bolsonaro, recém-filiado ao partido, diz que esse grupo não está entendendo qual o tamanho do jogo que se quer jogar. 

Cobrança  

Servidor de carreira da Saneago, o deputado Rubens Marques (Pros) foi questionado por colegas da empresa, sobre como se posicionava a respeito do projeto do Governo que abre a companhia para o mercado privado. Não obtiveram resposta. 

Longo prazo 

Projeto que está na pauta de hoje, na Alego, prevê o pagamento do IPVA em 12 parcelas. Se aprovado, vai à sanção do governador Ronaldo Caiado. 

Na Justiça 

O deputado e vice-presidente do MDB, Paulo Cezar Martins, vai à Justiça contra a decisão do diretório, de vetar a chapa que ele apresentou para disputar a presidência. Diz que foi vítima de golpe por parte de Daniel Vilela, que disputará a reeleição. 

Aposta  

Paulo Cezar, que defende candidatura própria ao governo de Goiás, aposta que estará autorizado pela Justiça para disputar o comando no MDB, no dia 18, sexta-feira. 

Chapa única 

É grande o esforço de governistas para um acordo entre os prefeitos Wilson Tavares (DEM), de Gameleira, e Carlão da Fox, ex-PSDB rumo ao Democratas, de Goianira, para um consenso para a presidência da Associação Goiana dos Municípios. Os dois estão reticentes. 

Contra assédio 

Os Tribunais de Contas têm até o dia 25 de julho para responder pesquisa do Instituto Rui Barbosa sobre assédio moral e sexual, para promover a discussão sobre o tema, ainda pouco abordado nesses órgãos. 

CURTAS 

– A Câmara de Goiânia vota hoje projeto que cria o programa de recuperação de créditos, o chamado Refis. 

– O presidente da Fieg, Sandro Mabel, já articula o nome que irá substituí-lo na entidade, para disputar mandato em 2022. 

Compartilhe: