Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Em caso de renúncia de Maguito, cientista político aposta em Daniel Vilela

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 28 de outubro de 2020

Venceslau Pimentel

A 18 dias do primeiro turno das eleições municipais, o MDB vive o conflito causado pelo agravamento da saúde de Maguito Vilela, acometido de Covid-19, e que ontem foi transferido para o hospital Albert Einstein, em São Paulo, a possibilidade de renúncia do prefeitável é um assunto que não esta sendo ventilado pelo partido, até porque a preocupação, no momento, é com a recuperação do ex-governador.  Instigado a comentar o assunto, o cientista político Robert Bonifácio acha que se Maguito sair de cena, o caminho estará aberto para Daniel Vilela. Acredita que o filho manteria a linha da moderação, e não seria antagonista do governador Ronaldo Caiado (DEM) e nem do prefeito Iris Rezende. Mas Bonifácio avisa que se trata de uma discussão precoce. 

Em tempo 

Continua após a publicidade

Apesar de ter terminado na segunda-feira o prazo para substituição de candidatos, a Lei das Eleições permite a troca, por exemplo, se o candidato renunciar. 

Por orações 

A agenda de ontem de Maguito, levada à frente por Daniel e o candidato a vice, Rogério Cruz, foi suspensa. O presidente do diretório do MDB aproveitou para agradecer e pedir orações ao pai. 

Menos um 

Com a renúncia de Itamar da Van, a disputa em Leopoldo de Bulhões está entre o atual prefeito, Alécio Mendes, do PL, e Roberta Caetano, do MDB. 

Pente fino 

Tem gente de Goiás que caiu na malha fina do Tribunal Superior Eleitoral. Quase 4 mil desempregados aparecem como doadores para campanhas de candidatos nas eleições municipais, totalizando R$ 16 milhões. 

Do além  

O levantamento do TSE mostra que cinco pessoas registradas no sistema nacional de controle de óbitos doaram R$ 6,8 mil. 

No cofre 

Pelos registros do TSE, o prefeito de Anápolis, Roberto Naves (PP), já contabiliza doações no valor de R$ 300 mil. O petista Antônio Gomide recebeu até agora R$ 176,6 mil. Os dois polarizam a disputa no município. 

Sub judice 

Daniel do Sindicato (DEM), prefeito de Cristalina que busca se reeleger recorreu do indeferimento do registro da candidatura dele junto à Justiça Eleitoral, assim como Luiz Atié (Podemos), duas vezes prefeito da cidade. 

Degrau  

O próximo prefeito de Goiânia vai encontrar o Paço com capacidade de pagamento nota B, abrindo espaço para contrair novos empréstimos com aval da União. É o que diz a Secretaria do Tesouro Nacional. 

CURTAS 

– Dois ex-secretários municipais de Luziânia tiveram os registros de suas candidaturas a vereador indeferidos pela Justiça Eleitoral. São eles: Mardônio Martins e Jaqueline Cristóvão.

– A Câmara de Goiânia vota na próxima semana projeto que obriga taxistas e motoristas de aplicativo a se submeterem a exame toxicológico.