Coluna

Fantasma de renúncia de 2002 ronda Meirelles em 2022

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em: 02 de dezembro de 2021

Ainda focado no trabalho como Secretário da Fazenda de São Paulo, Henrique Meirelles – recém-filiado ao PSD, que tenta emplacá-lo como candidato a senador na chapa governista – só deve definir uma eventual candidatura em abril de 2022. Em todas as entrevistas concedidas, ele é sempre questionado se cumpriria o mandato, caso seja eleito. Isso porque Meirelles já teve dois acenos para se tornar ministro: o primeiro, de Lula, por quem renunciou ao mandato de deputado federal, para o qual foi eleito com a maior votação (mais de 183 mil votos), em 2002. O segundo vem do seu patrão, o governador João Doaria (SP), que já o escalou para coordenar o plano de governo dele na área econômica. O PSD em Goiás tenta contornar o assunto. 

Consulta 

A possibilidade de retirada de recursos da Educação de Goiânia, em proposta de emenda à Constituição que tramita na Alego, levou o presidente da Câmara, Romário Policarpo (Patriota) a conversar sobre o assunto, ontem com deputados. Saiu otimista de lá de que a capital não seria prejudica. 

Boicote  

Começou a tramitar na Câmara de Goiânia projeto da vereadora Gabriela Rodart (DC), de teor semelhante ao do deputado Cairo Salim (Pros), que proíbe a participação de transexuais em competições esportivas na capital. 

Fecha o cerco 

Depois do pedido de prisão do padre Robson de Oliveira, pela Polícia Federal, agora o Superior Tribunal de Justiça nega recurso ao desembargador aposentado Orloff Neves Rocha, para anular provas de que teria recebendo propina para favorecer o religioso em sentença judicial. 

Nariz torcido 

Um possível acordo costurado pelo futuro presidente do União Brasil, deputado Luciano Bivar (PSL), de realizar consulta com o Podemos de Sérgio Moro, o PSDB de João Doria e o MDB de Simone Tebet, para definir o presidenciável do grupo, não foi bem recebido pelos DEM de Goiás, por conta dos embates contra marconistas. 

Gazeta  

Na presidência dos trabalhos na Câmara de Goiânia, ontem, o vereador Clécio Alves (MDB) informou que não haveria sessão hoje, mas não explicou o motivo da suspensão. São apenas três sessões por semana: às terças, quartas e quintas-feiras.

Liderança  

Com a saída de Talles Barreto do comando da bancada do PSDB na Alego, Hélio de Sousa de Gustavo Sebba indicaram para a função Lêda Borges. 

Comitiva 

A GoiásFomento recebeu, ontem, a visita de uma comitiva de Roraima, que veio conhecer o processo operacional que utilizado para contratar financiamentos com a garantia do Fundo de Aval das Micro e Pequenas Empresas (Fampe) do Sebrae.  

CURTAS 

– Relator da Lei de Diretrizes Orçamentária do Estado de 2022, o deputado Wagner Neto estendeu o prazo de entrega de emendas, que venceria nesta sexta-feira, para o próximo dia 10 de dezembro. 

O vereador Lucas Kitão (PSL) comemorou a decisão da CCJ da Câmara de Goiânia, por aprovar projeto de sua autoria que cria a Rede de Atenção às pessoas com alguma das 30 doenças autoimunes dermatológicas.  

Compartilhe: