Coluna

Governo Estadual articula e sepulta CPI do Transporte Coletivo

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 11 de junho de 2020

Rubens Salomão

Autor do requerimento que resultaria na instalação da
Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Transporte Coletivo na Assembleia
Legislativa, o deputado Eduardo Prado (DC) aponta que articulação de
empresários e do governador Ronaldo Caiado (DEM) resultou no cancelamento da
investigação. O pedido contava com os 14 nomes necessários para a criação da
CPI, mas no último prazo para a instalação pela mesa diretora, dois deputados
governistas retiraram as assinaturas: Chico KGL e Iso Moreira (ambos do DEM).
“Empresários incomodados com a CPI, até porque esta não acabaria em pizza, tiveram
reunião com o governador e veio do Palácio a orientação para a retirada”,
garante o delegado. Segundo ele, os parlamentares da base foram buscados para
retirar apoio, já que a comissão investigaria inclusive “a omissão do governo
estadual sobre o problema do transporte coletivo”.

Alvo definido

Eduardo Prado garante que tentará manter apuração sobre o
“desmonte” do sistema de ônibus na região metropolitana de Goiânia e “porque
empresários reclamam de prejuízos, mas querem renovar a concessão por mais 30
anos”.

Pergunta!

“O que está incomodando a ponto de derrubarem uma CPI? É
como se o transporte estivesse maravilhoso. Tem algo muito grave para chegarem
ao ponto de queimar dois deputados”, desconfia o deputado estadual.

Fora da pauta

O delegado diz que o sepultamento da CPI não é articulação
isolada. “Já derrubaram também o projeto das vans no transporte coletivo. É
muita ingerência política”.

Para depois

Apesar da articulação do senador Vanderlan Cardoso (PSD),
relator da matéria, a MP 936, de socorro aos empregos e empresas, teve votação adiada
para a próxima terça-feira (16). O relatório já foi finalizado e protocolado.

CPF e CNPJ

Faltou acordo entre as bancadas para votação e ainda não há
garantias de que de fato ocorrerá na próxima semana. Para Vanderlan, a aprovação
“socorreria aposentados, pensionistas, trabalhadores que estão perdendo emprego
e empresas”.

No limite

Com ocupação de leitos próxima a 90%, a rede privada de Rio
Verde garantiu ao MP capacidade de ampliar atendimentos a pacientes com
covid-19. Foram realizadas reuniões remotas com os planos Unimed Rio Verde e
São Francisco Saúde.

Instituições

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) lançou manifesto
em defesa da Democracia e do Judiciário. O evento virtual contou com a
participação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do CNJ, Dias
Toffoli.

Base sólida

O texto aponta que “a independência do Poder Judiciário é
condição para a existência do regime democrático”, inclusive no combate às
crises sanitária e econômica.

CURTAS

– Foi lançada em Goiás campanha do Conselho Nacional de
Justiça que incentiva denúncias de vítimas de violência doméstica.

– A campanha “Sinal Vermelho” motiva mulheres e passa a
disponibilizar rede de apoio e recebimento de denúncias em farmácias.

– O Fundo Geral de Turismo em Goiás passará a bancar
nova linha de crédito para manter o setor durante a pandemia.


Compartilhe: