Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Herança tucana não deve ser resolvida neste mandato

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 02 de novembro de 2019

O governador Ronaldo Caiado (DEM) não acredita que a herança
deixada pelos governos do PSDB seja resolvida até o final do atual mandato do
ex-senador no Palácio das Esmeraldas. Em resposta à Xadrez logo depois de
apresentar a PEC da Reforma da Previdência, o governador apontou resultados
positivos dos primeiros dez meses de gestão, mas que o rombo acumulado persiste
e a solução, impreterivelmente, ainda depende de ajuda do Governo Federal. “Não
podemos, irresponsavelmente, dizer que ao término do nosso mandato tudo estará
resolvido. Nós não conseguimos fazer um saneamento completo de toda a estrutura
de endividamento do estado e muito menos da previdência social. Temos dívida
consolidada de mais de R$ 20 bilhões e ainda restos a pagar”, considera. “Não
tivemos renegociação da dívida e o governo federal até hoje não atendeu nem o
regime de recuperação fiscal”, lamenta.

Discurso

A resposta do governador, apesar de afirmar ter otimismo em
relação às soluções em Brasília, confirma que o discurso político de terra
arrasada não será abandonado tão cedo, mesmo com ações próprias realizadas.

Continua após a publicidade

Previsão

“Nós só poderemos prever melhor perspectiva no avanço dessas
modificações que dependem, agora mais do que nunca, do governo federal. Hoje
estamos vivendo muito mais com repasses federais do que por economia própria”, conta
Caiado.

Ao debate

A expectativa no governo é de resposta da Secretaria do
Tesouro Nacional até o fim do ano sobre o RRF. Depois, a adesão efetiva deverá
passar pela Assembleia Legislativa.

Esquentou

Relação que nunca foi boa, entre o presidente da Câmara
Municipal, Romário Policarpo (Patriota) e o líder do prefeito, Oseias Varão,
azedou de vez. Tudo depois da decisão da Casa de devolver o Plano Diretor à
prefeitura.

Termos

Em reunião da CCJ, Romário criticou a ausência do líder e disse
que Oseias “só fica enchendo o saco” e falando “porcarias de dez em dez minutos
na tribuna”.

Inviável

A diligência do Plano Diretor de volta ao Paço para
confirmar consulta ao Cumpur pode inviabilizar votação em 2019. Assim,
vereadores demonstram indisposição para apreciar em ano eleitoral e deixarão
para a próxima legislatura, em 2021.

Confia?

O governador Ronaldo Caiado (DEM) voltou a repetir discurso
da campanha e garantiu: “Saneago não será privatizada”. A venda de 49% das
ações da estatal teve votação adiada na Alego para a próxima terça-feira (5).

Motivação

“A Saneago continuará tendo o comando, com a preservação de
51% de suas ações. Buscamos dar musculatura à Companhia para não ceder espaço a
outras empresas privadas, que querem apenas atuar nas grandes cidades”, define
Caiado.

CURTAS

– O ministro Paulo Guedes disse não faltar recursos para
financiar o recolhimento do óleo das praias do Nordeste.

– Até agora, foram liberados R$ 100 milhões de um total de
R$ 600 milhões para o trabalho de recuperação.

– O último Cidade Rock de 2019 realiza festa de Halloween com
bandas dos principais selos e produtoras de Goiânia.