Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Impacto do reajuste de 21% no Ipasgo é ponto de divergência

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 03 de julho de 2019

A previsão de quantos beneficiários do plano de saúde do Ipasgo serão atingidos com aumento de 21% da contribuição é ponto de discórdia entre o presidente da autarquia, Silvio Fernandes, e o deputado Antônio Gomide (PT). Fernandes estima em 280 mil, enquanto o petista calcula que a medida vai pesar no bolso dos 600 mil beneficiários. O dirigente do Ipasgo explica que o reajuste vai incidir sobre os que contribuem por idade. Aos que contribuem sobre percentual do salário, há uma diferença para quem paga o piso e o teto. Para Fernandes, a culpa do desequilíbrio das contas da autarquia é da gestão anterior, ou seja, na vigência do governo do PSDB, que não teria feito a devida correção da contribuição nos últimos três anos, daí a necessidade de um índice alto. Esse fato, segundo ele, teria gerado uma dívida de R$ 76 milhões.

Na Justiça

Continua após a publicidade

A briga promete ir longe e pode parar na Justiça. Sindicatos e associações representativas dos servidores estaduais devem entrar com ação judicial, ainda esta semana, na tentativa de barrar o aumento. A alegação é que não foram ouvidos durante a discussão do tema no conselho do Ipasgo.

Novo ingrediente

A descoberta de uma fraude milionária no Ipasgo, estimada em R$ 500 milhões, será considerada no teor das ações judiciais, sob o argumento de que os beneficiários, sejam agregados ou não, não podem pagar essa conta, resultado da corrupção nas entranhas da autarquia.

Sem efeito

A tentativa dos sindicatos e associações é barrar o reajuste, que consideram abusivo, agora em julho, já que a previsão é de que ele seja incluído na folha do funcionalismo do mês de agosto.

Em alta

Os números são do Sindifisco. Nos seis primeiros meses deste ano, o Estado arrecadou R$ 9,73 bilhões. Em relação a 2018, o saldo é de R$ 1 bilhão a mais no mesmo período de 2018. Como sempre, o ICMS injetou mais recursos nos cofres do Tesouro estadual, que cresceu 10,65%, conforme o apontamento.

Alfinetada

Presidente da entidade, Paulo Sérgio do Carmo atribui o bom desempenho da arrecadação estadual “ao trabalho incansável dos auditores fiscais goianos”, mesmo não tendo a classe recebido o salário de dezembro de 2018. Como se sabe, os vencimentos dos servidores foram parcelados.

O escolhido

A indicação de Nelson Vieira Fraga Filho para a Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) foi motivo de comemoração por parte do governador Ronaldo Caiado que, pelas redes sociais, destacou a biografia do mineiro. Sustenta que é uma conquista para Goiás.

Férias à vista

Com a votação definitiva da autorização para o governo aderir ao Regime de Recuperação Fiscal, da LDO 2020 e do pedido de empréstimo feito por Ronaldo Caiado ao Tribunal de Justiça, de R$ 230 milhões, a Assembleia Legislativa dá início, a partir de hoje, ao recesso de meio de ano.

CURTAS

– Só em manutenção de escolas públicas municipais, a prefeitura de Goiânia empregou R$ 2,5 milhões, no primeiro semestre.

– Por decisão do Ministério Público Federal (MPF), terras indígenas da tribo Avá Canoeiro, em Minaçu, devem ser desocupadas.

– As cores azul e amarela que predominam no autódromo de Goiânia, as mesmas do PSDB, serão apagadas por ordem do MP de Goiás.