Coluna

Iris entra no jogo eleitoral de 2020 para fortalecer MDB

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 11 de julho de 2019

Embora
o PSDB tenha saído aos cacos, da retumbante derrota nas eleições de 2018, o MDB
de Iris Rezende e o Democratas de Ronaldo Caiado articulam para o
fortalecimento de uma aliança entre os dois partidos, selada no pleito de 2014,
quando os dois lideres políticos disputaram, respectivamente, o governo de
Goiás e o Senado. Caiado venceu, Iris não. Mesmo assim, a intenção era dar
continuidade a esse bloco, em 2018, mas o presidente do diretório estadual,
Daniel Vilela, ao lado do pai, Maguito, jogaram areia na mesa de negociação.
Agora, o prefeito de Goiânia tenta apaziguar os ânimos no seio de seu partido,
ao estender bandeira branca, e pedir a Daniel que reflita sobre a expulsão dos
emedebistas dissidentes que apoiaram Caiado. É muito mais um aceno para o
futuro.

Boa
intenção

Na
carta a Daniel Vilela, Iris propõe o entendimento por meio do diálogo, mas não
cita nomes. Mas não há mais o que fazer para reverter a decisão contra os
prefeitos Adib Elias, de Catalão, e Paulo do Vale, de Rio Verde.

Sem
volta

O
embate travado entre Daniel e Adib Elias, pelo comando do MDB, chegou ao ponto
de provocar a anulação da convenção do partido, fato que depois foi revertido
judicialmente. Por conta da pendenga, acordo é improvável.

Endereço

A
carta de Iris a Daniel não deve ter sido entregue a ele, ainda, pois se
encontra em Brasília, por conta de compromissos profissionais com empresas do
DF, ligadas ao setor de tecnologia.

Pago
pra ver

Utilizando-se
de fina ironia, a ex-deputada Iris de Araújo diz não acreditar na sensibilidade
do “coraçãozinho” de Daniel, em atender ao apelo do decano Iris Rezende.

Ficou
fora

Pouco
depois da aprovação da reforma da Previdência, Ronaldo Caiado parabenizou aos
deputados que votaram a favor do texto-base. Mas era clara a decepção dos
governadores que acompanharam a sessão.


fora

Quem
não está nem aí para a inclusão de municípios na reforma previdenciária é o
prefeito de Senador Canedo (PSD), Divino Lemos. O regime é próprio, sem
precisar dar satisfação à União, informa.

Por
um fio

O sinal de que haveria expulsão para quem votasse a favor
da reforma da Previdência, por parte do PDT, deve ter removido a deputada
Flávia Morais de um posicionamento contrário à orientação. Oito estão na lista.

Omissão

Filha da ex-senadora Lúcia Vânia, a ex-secretária da
Fazenda, Ana Carla Abrão, está na mira do TCE, que julgou irregulares as contas
de 2015. Apontou nove irregularidades, uma delas por não prestar contas de
orçamento.

CURTAS

– Foco de uma CPI na Assembleia, a Enel Goiás terá
agora de se submeter à Câmara de Goiânia, prestando contas, anualmente.

– Entidades ligadas a movimento dos trabalhadores preparam lista
dos deputados apoiadores da reforma previdenciária. Prometem espalhar.

– Agora é lei. Será permitido o ingresso de animais
domésticos em hospitais de Goiânia, públicos e privados.

 

Compartilhe: