Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Iris pode pedir desarquivamento de projeto rejeitado pela Câmara

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 24 de maio de 2018

O Paço tem até a próxima semana para decidir qual decisão tomar em relação ao projeto que o prefeito Iris Rezende enviou à Câmara de Goiânia, sobre a reestruturação do regime de previdência social dos servidores públicos da capital, que foi rejeitado pela CCJ. Como o texto da proposta conta com 167 artigos, é provável que seja pedido o seu desarquivamento. Afinal, Iris considera como urgente a aprovação da matéria, visto que a dívida do município com o Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Goiânia (IPSM) chega a R$ 214,4 milhões, como mostra levantamento feito por uma consultoria externa. O prefeito considera o projeto como “um marco para o município e u exemplo para o Brasil, visto que apresenta uma solução inovadora e responsável de enfretamento do déficit previdenciário. O problema está sendo solucionado com o aumento gradativo do modelo de capitalização até eliminar totalmente o passivo atuarial.  

Continua após a publicidade

Na gaveta

Como se não bastasse o arquivamento do regime previdenciário, adormece na CCJ da Câmara à espera do parecer final, desde maio de 2017, a proposta de parcelamento em até 240 vezes da dívida com o RPPS.


Ano eleitoral

Na reunião de ontem da CCJ comentava-se que a decisão de derrubar o projeto do prefeito se deu mais por marcar posição política da oposição a Iris do que critérios técnicos. 

Não à venda de Narguilé para menores 

A venda do cachimbo Narguilé pode passar a ser proibida para menores de 18 anos, em Goiás. A defesa é do deputado Bruno Peixoto (MDB), que se diz preocupado com a saúde de crianças e adolescentes que fazem uso desse tipo de produto, que pode causar câncer na boca. Os médicos alertam que o produto é cem vezes mais potente que o cigarro. “Demonstrada a importância dessa proposta, por ser legal, constitucional e razoável, peço o apoio unânime dos demais deputados para a sua aprovação”, pondera Peixoto. Se o projeto foi aprova pela Assembleia Legislativa, os estabelecimentos que comercializarem o produto vão ter de afixar placas, de fácil visibilidade, destacando a proibição. Várias cidades estão restringindo o uso do Narguilé a ambientes que não sejam públicos, pois ele virou moda entre jovens, atraídos pelo aroma, geralmente de sabor melancia. 

Apoio – O médico ortopedista Alano Queiroz é pré-candidato a deputado federal pelo NOVO, com o apoio da Associação Médica Brasileira. Ele adianta que terá como uma de suas bandeiras promover uma medicina livre e com dignidade.

Lançamento – Com a presença confirmada do senador e pré-candidato ao governo, Ronaldo Caiado, o empresário Glauskston Rios (PSC) lança a sua pré-candidatura à Câmara dos Deputados neste sábado, na região do Setor Garavelo, em Aparecida de Goiânia.

Cidadão – O governador José Eliton passa a manhã desta quinta-feira em duas solenidades em que receberá título de cidadão. Em São Luis de Montes Belos e em Anicuns. 


Terra natal

Tudo indica que Henrique Meirelles vai começar a sua pré-campanha à Presidência da República oficialmente por Anápolis, sem data marcada. Mas o pontapé inicial do emedebista se deu bem antes, mais especificamente no dia 26 de abril, quando recebeu o título de cidadão goianiense, em evento na Câmara de Vereadores.


Digital

É da lavra do deputado Daniel Vilela a inclusão de Vila Propício, Barro Alto e Goianésia na Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal, proposta aprovada esta semana no Senado. Outras sete cidades goianas agora fazem parte da RIDE.


Furto na AMMA

A Agência Municipal de Meio Ambiente instituiu uma comissão de sindicância para apurar o furto de oito tablets e de um notebook pertencentes ao órgão. Três servidores foram designados para a missão, nomeados pelo presidente Gilberto Marques Neto.


Novo reajuste?

O preço da passagem do transporte coletiva da região metropolitana de Goiânia pode passar para R$ 4,30, e até o fim do ano chegaria a R$ 4,40. Tudo por conta dos constantes reajustes no preço do óleo diesel. É o que prevê a Redemob Consórcio.


Prejuízo

Ao apontar adoção de itens que considera prejudiciais à Saneago, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Helder Valin, decidiu por julgar ilegal edital de concorrência da companhia em licitação para a gestão do programa de obras de saneamento básico em várias cidades goianas. Com a decisão, o TCE aponta para uma economia de R$ 2,5 milhões no tesouro da Saneago.