Coluna

José Eliton considera orçamento impositivo para 2019

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 24 de fevereiro de 2018

Depois de rejeitar a ideia durante discussão na Assembleia Legislativa em 2017, o vice-governador José Eliton (PSDB) agora considera propostas para o estabelecimento do orçamento impositivo neste ano para vigência a partir de 2019. Os deputados da base aliada ao governo retomaram a discussão na última semana, com apoio do presidente José Vitti (PSDB), depois da confirmação do veto a todas as emendas aprovadas na Lei Orçamentária Anual, apesar do acordo fechado com Marconi Perillo para cumprimento de R$ 3 milhões às bases de cada parlamentar. “Agora nós temos condição de discutir essa matéria com o parlamento, observando o cenário em que o estado começa a sair da crise. O orçamento de 2018 é enxuto, com R$ 24 bilhões, e tínhamos dificuldade de estabelecer uma agenda dessa natureza. Hoje temos condições de discutir”, garante Eliton, que assume o governo no dia 7 de abril. O tucano conta que as conversas se dão prioritariamente com o líder da base, Francisco Oliveira, e com Vitti, mas o tema foi tratado em reunião com toda a bancada do PSDB. 

Mão dupla

Mesmo com a abertura para a discussão, o vice pede que os deputados entendam também a realidade do governo para que o projeto seja “maduro e responsável”. Eliton também considera atender ao menos parte das emendas deste ano.

Gradativo

A proposta mais aceita pelo governo para o orçamento impositivo prevê aumento gradativo no percentual do orçamento destinado às cotas parlamentares. A intenção é que os 1,2% executados em Brasília sejam alcançados em três ou quatro anos.

 

Prefeitura convoca professores 

A prefeitura confirmou lançamento de edital para convocação de candidatos aprovados em processo seletivo simplificado da Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME). Os profissionais ocuparão cargos de substituição de licenças e afastamentos legais e deverão se apresentar na sede da SME a partir desta segunda-feira (26), até quarta (28), das 7h30 às 11h ou das 14h às 17h. A secretaria fica na Rua 226 com a 236, setor Leste Universitário. Os convocados deverão levar os documentos exigidos no edital. Ao todo, a administração municipal disponibilizou 40 vagas na área de Educação, que atuarão por 30 ou 40 horas/aula semanais. Os salários variam entre R$ 2.298,47 e R$ 4.596,94 e os candidatos foram submetidos à avaliação de títulos e experiências profissionais. O processo seletivo terá validade até 16 de janeiro de 2019 e poderá ser prorrogado por mais um ano. Foram convocados professores de inglês, matemática, educação física, geografia, ciências, português, arte e história, além de pedagogos, auxiliares de atividades educativas e agentes de apoio educacional

Em exercício

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, se afastou da presidência nacional do PSDB para se dedicar às previas que definirão o nome do partido para disputar a presidência da República. Com isso, Marconi Perillo assume o posto.

Teste

A mudança já dará mostras de como será a articulação e estruturação dos tucanos para a disputa presidencial, já que há acordo para que o goiano assuma de vez o comando durante a campanha.

 

Corredor

Voltou a circular no Palácio das Esmeraldas a especulação sobre possível candidatura do deputado federal e ministro das Cidades, Alexandre Baldy, ao governo estadual. No fim das contas, ficou isolado entre os que consideram alternativa à José Eliton.

Jogada ousada

Quem considera a possibilidade não economiza na audácia. A candidatura seria construída a partir de filiação de Baldy ao PSDB em abril e a aliança teria inclusão do PMDB, por suposto pedido de Michel Temer. No mínimo, difícil.

Reforçar o caixa

Em meio à polêmicas e disputas judiciais, o prefeito Iris Rezende (MDB), decidiu prorrogar até 9 de março o prazo para pagamento do IPTU à vista, com desconto de 10%. Intenção é reforçar a arrecadação em momento ainda tratado como “delicado”.

Metas claras

O Ministério Público de Goiás lançou o Plano Geral de Atuação para o biênio 2018/2019, que terá como tema prioritário a reestruturação do sistema prisional goiano. 

Crise recente

O procurador-geral de Justiça, Benedito Torres Neto, destacou que a meta foi uma construção coletiva que antecipou a fragilidade do sistema, exposto recentemente a rebeliões deflagradas no início deste ano.

À frente

O coordenador do Gabinete de Planejamento e Gestão Estratégica (GGI), José Augusto Falcão, ressaltou que “não se trata de um plano emergencial, mas uma estratégia institucional de auxílio à atuação do promotor de Justiça”.

Compartilhe: