Coluna

Meirelles confia em Daniel Vilela, mas não critica adversários

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 27 de abril de 2018

Em evento marcado pelo entrosamento do governador José
Eliton (PSDB) entre emedebistas, o ex-ministro da Fazenda e pré-candidato à
presidência da República, Henrique Meirelles (MDB), evitou criticar adversários
de seu partido em Goiás. Apesar de dizer que acredita no “êxito” de candidato
Daniel Vilela (MDB), Meirelles reconheceu também qualidades de Eliton e do
senador Ronaldo Caiado (DEM). “São candidatos bons, fortes e todos são meus
amigos, mas acredito sim que, com o decorrer da campanha isso vai se desenvolver”,
afirma. Questionado pela Xadrez, o presidenciável nega tentativa de evitar
desgastes com qualquer lado. “Não. Eu tenho que ser verdadeiro, falar sobre os
fatos. O governador esteve presente na minha homenagem (título de cidadão
goianiense na Câmara Municipal), sentado ao meu lado. É um ponto importante. O
senador Caiado é amigo de longa data. Foi ele que me convidou a voltar a
política no Brasil em 2001. Estar em lados opostos não quer dizer que tenha que
virar inimigo, rancoroso. O País demanda o contrário”.

Entrosamento

Eliton mostrou boa relação com emedebistas e foi o centro
das rodas de conversa ainda na sala da presidência da Câmara, com Andrey
Azeredo, Iris Rezende, Meirelles e Maguito Vilela. Presente, Daniel vilela só
se aproximou para fotos.

Moda caipira

O presidente da Casa, Andrey Azeredo, aproveitou o clima nos
bastidores e perguntou ao prefeito e ao governador, juntos, como foi a reunião
entre eles no Paço. Eliton resumiu: “nós afinamos as violas. Agora é só tocar a
música”.

Inadimplentes
receberão verba

A Assembleia Legislativa de Goiás derrubou o veto do governo
estadual ao projeto de lei do deputado Cláudio Meirelles (PTC), que dispensa os
municípios goianos de certidões para assinarem convênios de recursos
financeiros no âmbito do programa Goiás na Frente. A lei teve vigência ao longo
de 2017 e foi renovada para este ano. A determinação isenta os municípios de
apresentar os documentos estaduais ao processo, como da Enel, Saneago e dos
tribunais. O autor do projeto, Cláudio Meirelles, explica se a exceção à regra
não pode prejudicar a saúde financeira dos municípios a médio e longo prazos. “Podemos
dar agora a garantia para que os prefeitos possam fazer os convênios e receber
os recursos. Qualquer operação deste tipo sem as certidões é contra a
legislação e, com isto, estamos abrindo uma exceção. A população não pode ser
culpada por más gestões. A Assembleia está definindo o que já acontece muitas
vezes na Justiça, quando as prefeituras entram com processos para conseguir
liberar as verbas”, contas o autor do projeto.

CURTAS

Validade ­– Com a
derrubada do veto, a isenção de certidões vai à sanção de José Eliton, que tem
30 dias. Se não o fizer, o presidente da Alego promulgará a medida.

Conectados
Levantamento do SPC mostra que 35% dos
micro e pequenos empresários brasileiros utilizam ferramentas de tecnologia
para aumentar as vendas.

Interncional
A Acieg realiza a Missão Agrotech 2018 em Portugal, entre 03 e 09 de junho, para
conhecer a realidade local e conectar empresas brasileiras.

Centro histórico

O Centro de Goiânia foi debatido pelo o secretário da
Secima, Hwaskar Fagundes, e o prefeito Iris Rezende. O secretário apresentou o
documento ‘Vem pro Centro’, com 55 propostas para a retomada dos investimentos
e do crescimento da região.

Valorização

Após audiências, a conclusão do documento é de que somente
com a retomada da economia formal o Centro será revitalizado. A Avenida Goiás,
por exemplo, tem 20 prédios comerciais vazios que não são ocupados por falta de
estacionamento.

Pela tangente

Henrique Meirelles negou ontem que haja de fato negociação
para aliança entre MDB e PSDB, com ele na vice de Geraldo Alckmin. “São
especulações. Conversei com o Temer que me garantiu que não há nada de
concreto. Não sou candidato a vice”.

Como está

Até para manter o trabalho de pré-candidatura, o deputado
Daniel Vilela também tratou a possível aliança com o PSDB como “especulação”.
Já o pai, Maguito Vilela, defendeu a conversa com Eliton sobre a possibilidade.
(Leia mais na página 8).

Mais título

O vereador Vinicius Cirqueira (Pros) apresentou projeto de
decreto legislativo que concede Título de Cidadã Goianiense à deputada estadual
Manuela d’Ávila (PCdoB/RS).

Justifica?

A honraria seria concedida, segundo justificativa do
vereador, “em reconhecimento aos relevantes serviços prestados em favor da
população”. Manuela d’Ávila é pré-candidata à Presidência da República pelo
PCdoB.

Compartilhe: