Coluna

Michel Temer ignora reprovação recorde e pede “otimismo”

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 09 de junho de 2018

Em meio à volatilidade do mercado financeiro, com Banco
Central tendo de intervir para conter a escalada do dólar, as incertezas
eleitorais e repique da inflação, além da crise dos transportes de cargas que
ainda ronda o governo, o presidente Michel Temer (MDB) afirmou que o Brasil
precisa ter mais “otimismo”. Ele disse que presidentes de outros países da
América Latina têm “admiração” pelo Brasil. As declarações reforçam a
estratégia do presidente de se apegar a quaisquer fatos externos como peças de
marketing para rebater a péssima avaliação interna de sua gestão e imagem
pessoal.  “Precisamos ter o otimismo que
eu encontrei recentemente na Cúpula das Américas, em Lima, no Peru, quando em
contato com 12 ou 13 chefes de estado verifiquei a administração extraordinária
que eles têm pelo nosso país. Um otimismo até quase exagerado”, afirmou. O
emedebista disse que foi interpelado por Mauricio Macri, presidente da Argentina,
sobre a recuperação da economia brasileira e contou ter respondido que o
principal fator foi “o diálogo”.

Enquanto isso…

O pré-candidato do MDB à Presidência, o goiano Henrique Meirelles, atribuiu a recente turbulência nos mercados
financeiros à ascensão de candidatos extremistas em pesquisas de intenção de
voto para a eleição de outubro.

Reação

Os mercados têm reagido ao avanço dos pré-candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Ciro Gomes (PDT). “Candidatos
extremistas, com propostas que levam à crise e recessão, começam a preocupar os
brasileiros e as pessoas adotam cautela”, disse.

Servidores confirmam
paralisação

Funcionários de quatro dos principais órgãos e secretarias
da prefeitura de Goiânia confirmam paralisação de 12 horas na próxima
quarta-feira (13) para reivindicar ajuste salarial e progressão de carreira. Participam
trabalhadores da Guarda Civil Metropolitana, Secretaria Municipal de
Infraestrutura (Seinfra), Secretaria de Educação e Esporte (SME) e Secretaria Municipal
de Saúde, comandada pela já desgastada Fátima Mrué (foto). Já na última
terça-feira (5), cerca de mil servidores da Seinfra paralisaram, segundo
Sindicato dos Trabalhadores do Município de Goiânia (Sindigoiânia). “Tudo o que
a gente quer é negociar. A gente quer trabalhar, mas do jeito que está, há dois
anos sem reajuste, não tem condição”, cobra o vice-presidente do Sindicato, Ronaldo
Gonzaga. Caso não seja aberto diálogo, o sindicato promete interrupção ainda mais
longa para a semana posterior, incluindo também servidores da Educação e dos
CAIS. Procurado pelo Sintego, Iris Rezende (MDB) prometeu receber a todos e mostrar
a situação financeira do município.

CURTAS

Trava política – Iris
pediu que os servidores pressionem a Câmara Municipal para aprovar
projetos que diminuam os gastos e aumentem a arrecadação.

Estética – O Centro
de Convenções de Goiânia sediará, de 17 a 19, a maior feira do Centro-Oeste
para o mercado de beleza, a Fegobel+.

Estrutura – A
organização do evento promete novidades da área com 150 expositores e
expectativa de público de 40 mil pessoas, nos três dias.  

Piada pode?

Os humoristas Marcius Melhem, Fábio
Porchat e Bruno Mazzeo estiveram no Supremo Tribunal Federal
(STF) para tratar de liberdade de expressão, humor e eleições. Ação sobre o
tema volta à pauta na próxima quarta-feira (13).

O tal limite

A conversa aconteceu com o ministro Alexandre de
Moraes, relator da ação que derrubou, em 2010, trecho de lei que proibia
programas que “degradem e ridicularizem” candidatos nos três meses que
antecedem as eleições. 

Conservação privada

O motorista Adriano Janacievcz será indenizado em R$ 10 mil
por danos morais pela concessionária Triunfo Concebra. A decisão é do juiz
Carlos Henrique Loução, de Itumbiara, que considerou acidente ocasionado por um
buraco na BR-153.

Investigação

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das faculdades
particulares, na Assembleia Legislativa, vai se reunir com o Ministério de
Educação e Cultura (MEC) para traçar direcionamentos sobre o que é considerado
legal ou não.

À conclusão

A CPI foi criada para investigar irregularidades no
funcionamento de faculdades particulares em Goiás, que atuam sem os registros
devidos e aplicam golpes em estudantes. A próxima oitiva deve servir de base
para a finalização do relatório.

Bem passado?

O prefeito de Hidrolândia, Paulo Sérgio Rezende (PSDB), recebeu
votos de 172 coelgas e conseguir a reeleição para comandar a Associação Goiana
de Municípios (AGM) até 2020. A eleição ocorreu em churrascaria de Goiânia.

Compartilhe: